Inglaterra

Reino Unido abre inquérito para banir torcedores sem ingresso após caos na final da Eurocopa 2020

Cerca de 2 mil pessoas assistiram à final da Eurocopa entre Inglaterra e Itália em Wembley de forma ilegal após confusão nos arredores do estádio

A Eurocopa 2024 está cada dia mais próxima, já que a competição – que será disputado na Alemanha – começará no dia 14 de junho, e a grande final está marcada para 14 de julho. Entretanto, a última edição do torneio ainda traz desdobramentos após uma polêmica. Isso porque a Inglaterra abriu um inquérito para banir torcedores que entrarem sem ingresso nos estádios após o caos da Euro 2020.

À época, cerca de 2 mil pessoas assistiram à final da Eurocopa entre Inglaterra x Itália das arquibancadas de Wembley ilegalmente. Por conta disso, os deputados do Reino Unido recomendaram a criação de uma nova infração penal referente à entrada não autorizada de torcedores em estádios. Isso permitiria um banimento no futebol àqueles considerados culpados pelo crime.

A Comissão da Cultura, Meios de Comunicação Social e Esportes apelou sua ideia na sequência de um inquérito sobre a segurança dos espectadores nos estádios do Reino Unido. A presidente do comitê, Dame Caroline Dinenage, explicou como a entrada de torcedores sem ingresso pode apresentar um risco à segurança nas praças esportivas:

“As festas nos arredores e formas de entradas não autorizadas em estádios são um problema crescente em jogos de grande repercussão, colocando a segurança em risco devido à superlotação. As pessoas envolvidas precisam saber que enfrentarão consequências por seus atos e que o governo deve apoiar a legislação para garantir que (eles) podem ser banidos”.

O caos na Euro 2020 em Wembley

Por conta da pandemia de Covid-19, a Euro 2020 foi disputada entre junho e julho de 2021, em 11 países diferentes e com limitação de torcedores dos estádios, como forma de evitar o contágio da doença. Na decisão entre ingleses e italianos, Wembley liberou a presença de 60 mil pessoas, sendo que a capacidade total é de 90 mil.

Em meio a esse cenário, torcedores nos arredores de Wembley forçaram a entrada em massa em portões de acesso para deficientes e portas corta-fogo de emergência antes da bola rolar. Como resultado, milhares de pessoas entraram no estádio sem ingresso. Dentro de campo, a Itália ficou com o título da Eurocopa ao bater a Inglaterra nos pênaltis.

Um relatório do governo chegou a declarar que a confusão causada pela entrada não autorizada de “bandidos sem ingressos, bêbados e drogados” poderia ter causado até mesmo mortes em Wembley na final do torneio da Uefa. Aliás, a entidade responsável pelo futebol europeu também protagonizou outras cenas lamentáveis na final da Champions League 2021/22.

Confusão em Paris antes de Liverpool x Real Madrid também foi citada

Na final da Champions League entre Liverpool x Real Madrid, em Paris, na França, torcedores dos Reds foram encurralados e atacados com gás lacrimogêneo no lado de fora do Stade de France. A mesma comissão que analisou o que aconteceu na Euro 2020 classificou o episódio da Liga dos Campeões como “vergonhoso”.

Foi recomendado que o Reino Unido “trabalhasse para promover melhores relações com outros governos no policiamento de eventos esportivos” depois de descobrir que a atitude das forças policiais francesas para com os torcedores do Liverpool contribuiu fortemente para os eventos que se desenrolaram na decisão do título da Champions League em 2021/22. As informações são da BBC.

Foto de Matheus Cristianini

Matheus Cristianini

Formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Unesp, é apaixonado por esportes, acima de tudo o futebol. Por mais redundante que seja, ama escrever sobre o que é apaixonado, ficando de olho em tudo o que acontece dentro e fora de campo. Após passar por Antenados no Futebol, Bolavip Brasil, Minha Torcida e Esportelândia, se juntou à equipe da Trivela com muita vontade de continuar crescendo.
Botão Voltar ao topo