Inglaterra

Bruno Fernandes aprova código de disciplina de Ten Hag: “Não tínhamos isso há um tempo”

Os jogadores do United estão tentando ser sutis nas cutucadas aos técnicos anteriores, mas não estão fazendo um bom trabalho

Os jogadores do Manchester United estão tentando ser sutis ao comentar sobre os métodos do seu novo treinador, Erik ten Hag, sem criticar diretamente os antecessores. Mas não estão sendo muito bem sucedidos. Depois de Victor Lindelöf dizer que os treinamentos melhoraram muito com o holandês, Bruno Fernandes afirmou que ele está implementando uma disciplina que eles não tinham há algum tempo.

E lógico, Ten Hag acabou de chegar, é novidade, todo mundo quer ficar bem com o novo chefe, mas há uma maneira de elogiá-lo sem comparar com os métodos anteriores, mas ninguém parece muito preocupado com isso. “Acho que não tínhamos isso há um tempo”, disse Fernandes, ao ser questionado sobre as regras introduzidas pelo técnico, como chegar na hora para treinos, reuniões e refeições. “Para mim, disciplina é importante”.

“Para mim, disciplina não é apenas a maneira como você joga em campo, a posição que tem, o que tem que fazer, mas também fora de campo. Não se atrase para reuniões, não se atrase para refeições. Acho que isso é muito importante porque se todos estão na hora e alguém chega tarde, ele tem que ser punido e eu acho que é muito bom que ele está fazendo isso e para mim é incrível porque eu gosto de chegar na hora, não tenho problema com isso”, completou.

Quem ainda não chegou é Cristiano Ronaldo, que pediu para deixar o Manchester United e ainda não se apresentou para a pré-temporada, alegando problemas familiares. Fernandes afirma que não sabe o que está se passando com o compatriota, mas é necessário respeitar o seu espaço e a decisão que ele tomar.

“Até onde sabemos, ele teve problemas familiares, então temos que respeitar seu espaço, lhe dar algum espaço. Cristiano foi nosso artilheiro na temporada passada. Ele nos deu mais gols, mas obviamente não depende de mim, é o clube que tem que fazer escolhas, e Cristiano tem que fazer sua própria escolha”, disse.

“Não sei o que está se passando na sua cabeça. A única coisa que perguntei para Cristiano quando ele não apareceu é se tudo estava ok com a família dele, ele me disse o que estava acontecendo e foi isso, nada mais”, acrescentou.

Como todo o Manchester United, Fernandes teve uma queda de rendimento na temporada passada, caindo de 28 para 10 gols marcados.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo