Holanda

Van der Sar se recupera de AVC e será acompanhado na Holanda

A situação do ex-goleiro é estável e não representa mais risco, mas requer cuidados

Uma semana depois de ser internado em estado grave por conta de um AVC, o ex-goleiro e dirigente do Ajax, Edwin Van der Sar, foi transferido de hospital. Segundo informações divulgadas pela sua esposa na última sexta-feira (14), Edwin segue em acompanhamento, mas agora em sua terra natal, não mais na Croácia, onde passava férias.

O que aconteceu com Van der Sar?

  • Na semana passada, enquanto passeava com a família em Split, na Croácia, ele foi hospitalizado
  • Van der Sar teve uma hemorragia cerebral causada por um AVC (acidente vascular cerebral)
  • Apesar da situação delicada, ele não corria risco de morte e estava na UTI
  • O holandês foi transferido na última sexta-feira (15) para uma UTI em seu país natal

Annemarie van Kesteren, esposa de Van der Sar, emitiu um boletim à imprensa internacional no qual informou sobre a transferência do marido para uma unidade de saúde na Holanda, o que deve culminar em alta nos próximos dias.

A situação de Edwin é estável, mas requer cuidados. Ele já consegue se comunicar com a família e não representa mais risco. “A família Van der Sar gostaria de expressar sua gratidão ao Hospital Universitário de Split pelo ótimo tratamento na última semana. Edwin permanecerá na UTI, onde sua condição será investigada mais profundamente. Esperamos que ele possa focar em sua recuperação logo depois disso”, afirmou Annemarie.

Van der Sar havia deixado novamente o Ajax

Foram as primeiras férias do ex-goleiro e dirigente após a saída do Ajax. Van der Sar ocupava o cargo de CEO do clube de Amsterdã, no qual trabalhou nos últimos 11 anos. Ao lado de Marc Overmars, ele conseguiu mudar a imagem da equipe, que estava perdendo força dentro do próprio país e sofria para fazer boas campanhas na Europa.

O ótimo trabalho foi colocado em xeque após a saída de Marc Overmars, denunciado ao compliance do Ajax por assédio a funcionárias da agremiação. Desde então, a posição do Ajax no mercado e na montagem do elenco ficou prejudicada. Na última temporada, sem Erik ten Hag como treinador, os Godenzonen sofreram e ficaram longe da briga pelo título da Eredivisie, conquistado pelo Feyenoord.

No fim da campanha, a torcida não poupou críticas a Van der Sar, figura de maior relevância na diretoria. Com o terceiro lugar no Holandês e sem a classificação para a Liga dos Campeões pela primeira vez desde 2009, Edwin preferiu se afastar da posição e foi substituído por Sven Mislintat. Na última sexta-feira, Dusan Tadic, ídolo do clube, rescindiu amigavelmente seu contrato e não jogará mais com a camisa dos Ajacieden.

Uma carreira brilhante de Van der Sar debaixo das traves

Revelado pelo Ajax em 1990, Van der Sar rapidamente pediu passagem para se tornar titular da posição. A disputa com Stanley Menzo, dono do posto, só foi vencida em 1993, no primeiro grande passo da carreira de Edwin. Multicampeão com o Ajax dentro e fora do país, com quatro títulos da Eredivisie e uma conquista da Copa Uefa e da Liga dos Campeões, também virou o camisa 1 da seleção da Holanda, da Copa do Mundo de 1994 em diante.

Presente nos mundiais de 1994 (reserva), 1998 e 2006, além das edições de 1996, 2000, 2004 e 2008 da Euro, Van der Sar poderia muito bem ter disputado a Copa de 2010 na África do Sul, mas preferiu se aposentar da seleção após a Euro de 2008, na qual a Holanda foi eliminada pela Rússia nas quartas de final.

Além do Ajax, Edwin também passou por Juventus, Fulham e Manchester United, em seu último grande momento, conquistando quatro vezes a Premier League e a Liga dos Campeões de 2007-08. Ele se aposentou em 2011, após a derrota para o Barcelona na final da Champions.

Foto de Felipe Portes

Felipe Portes

Felipe Portes é zagueiro ocasional, cruyffista irremediável e desenhista em Instagram.com/draw.portes
Botão Voltar ao topo