EuropaHolanda

Afundado na crise, Ajax é atropelado pelo Feyenoord e clássico é suspenso por sinalizadores no gramado

Em plena Johan Cruyff Arena, Ajax sofreu 3 a 0 ainda no 1° tempo e viu seus torcedores atiraram objetos no gramado; Partida foi suspensa no início do 2° tempo

Nem sempre um resultado de um clássico deixa transparecer o que acontece em uma temporada de fato. O deste domingo (24) na Holanda, porém, confirmou uma realidade que parece incontestável: O Ajax vive uma grande crise no início da temporada enquanto seu rival Feyenoord dá boas mostras que brigará pelo título contra o PSV.

O Ajax foi goleado ainda no primeiro tempo por 3 a 0 em plena Johan Cruyff Arena. Não bastasse a vergonhosa atuação dentro das quatro linhas, o time da casa ainda viu seus torcedores forçarem o árbitro a paralisar o Klassieker por duas vezes até a suspensão definitiva da partida.

Após a partida, relatos da imprensa local dão conta de que ultras do Ajax tentaram invadir setores internos do estádio à força e a polícia foi acionada. Entradas e saídas de torcedores na Johan Cruyff Arena também estariam suspensos. Porém, por volta das 13h (horário de Brasília), informações davam conta de que a situação estava controlada.

Feyenoord teve começo fulminante

Logo aos nove minutos, Santiago Giménez balançou as redes após boa jogada de Quentin Timber. Pouco depois  o mexicano recebeu um presente de Gaaei e anotou o seu segundo gol na partida.

Com o 0x2 muito cedo no placar, veio o primeiro objetivo atirado das arquibancadas. Um torcedor atirou um copo plástico e forçou o árbitro a interromper a partida pela primeira vez. Cinco minutos depois, o infrator foi retirado do seu local no estádio e o jogo reiniciou.

Para confirmar o clima terrível no vestiário do Ajax, Gaeei que havia falhado há pouco foi substituído ainda no primeiro tempo pelo técnico Maurice Steijn. O primeiro tempo ainda aguardava mais problemas ao Ajax, que simplesmente não sabia como frear o Feyenoord. O endiabrado Giménez escapou pela direita e achou o brasileiro Igor Paixão, que não perdoou e anotou o terceiro.

Diante do atropelo do Feyenoord, o clima ficou ainda mais tenso na Johan Cruyff Arena. Desta vez copos e até sinalizadores voaram para o gramado e a partida foi interrompida aos 44 do primeiro tempo. O placar do estádio alertou os torcedores de que essa seria a última paralisação antes de uma suspensão definitiva.

Após quase 20 minutos de jogo parado, o primeiro tempo pode ser retomado e as equipes foram aos vestiários. O clima seguiu tenso e o aviso ainda era mostrado aos torcedores quando, aos 10 minutos do segundo tempo, mais sinalizadores atingiram o gramado.

Jogo então foi definitivamente suspenso e deve ser retomado da onde parou – 10 minutos do segundo tempo – sem torcida e dentro de alguns dias. Há a possibilidade também, segundo a imprensa local, de o placar de 3 a 0 ser considerado como definitivo.

Ajax vive grave crise na temporada

O Ajax entrou em campo, depois de quatro rodadas, já dez pontos distantes do PSV, líder do torneio. Na rodada anterior, o clube havia sido derrotado por 3 a 1 para o Twente. Pela Europa League, os holandeses protagonizaram um agitado empate diante do também pressionado Olympique de Marseille.

Na temporada anterior, a primeira sem Erik ten Hag, o clube foi apenas o terceiro colocado da Eredivise, vice campeão da Supercopa da Holanda (derrotado pelo PSV) e eliminado na repescagem da Liga Europa.

Foto de Lucas Tomazelli

Lucas TomazelliSubcoordenador de conteúdo

Apaixonado por futebol desde as primeiras memórias de infância, Lucas é formado em jornalismo pela USP. Antes de integrar a equipe da Trivela, atuou na Jovem Pan Online, Grupo Bandeirantes de Comunicação e Yahoo.
Botão Voltar ao topo