Games

TOTW #32: Com destaques da Premier League, Seleção da Semana chega ainda mais modesta que a anterior

Em uma semana de pouco conteúdo, toda a expectativa fica a cargo dos TOTS

Assim como ninguém está abrindo pacotes esperando a época de Times da Temporada, parece que a EA Sports também entrou totalmente no clima. Nesta quarta, além de uma Seleção da Semana muito humilde, a empresa pouco adicionou conteúdo ao Ultimate e parece focar realmente no início dos TOTS nesta sexta. Única carta que pode ser utilizada em times médios, Andrew Robertson, do Liverpool, atinge o overall 90 e lidera a TOTW.

Andrew Robertson, do Liverpool (Catherine Ivill/Getty Images)

Andrew Robertson marcou um dos gols da vitória do Liverpool sobre o Everton do dérbi e é a única carta que passa de cem mil moedas no preço de mercado. Nesta versão 90, que é a terceira carta in form, o escocês tem bons números defensivos e é a melhor opção ao lado de João Cancelo, do Manchester City. Se tivesse 4 de perna ruim, poderia até ser utilizado como volante. As melhores opções de entrosamento são “Sombra” ou “Âncora”.

Crescendo de produção na reta final da temporada europeia, Gabriel Jesus fez chover na vitória do City sobre o Watford. O camisa nove anotou quatro gols na partida e ainda entregou uma assistência para Rodri fechar a conta. Gabriel chega como ponta direita, mas pode ser utilizado em todas as posições do ataque. Ele tem aquela reação alta que o faz ganhar trombadas e criar situações perigosas próximo ao gol. Pelo preço muito baixo, pode ajudar times iniciais ou de objetivos. Os melhores entrosamentos são “Sombra” ou “Caçador”.

Hamari Traoré, do Rennes, é um jogador que aparece pela terceira vez na Seleção da Semana e uma das únicas opções da Ligue 1 para a lateral direita – atrás apenas de Achraf Hakimi, do PSG. O malinense é uma carta de corredor, com físico intenso e bons números defensivos. Nesta versão in form 86, ele deixa a desejar na meta do jogo nesta altura da temporada, mas pode ser bastante útil em times de objetivos. O melhor entrosamento para a carta é o “Âncora”.

Não é costumeiro a recomendação de goleiros aqui – por serem pouco confiáveis no FIFA e não terem um rendimento padrão. Entretanto, poucos goleiros já foram tão bugados quanto Nick Pope no FIFA 21. Como conquistou sua primeira versão especial desta temporada, vale a pena testar a carta in form 85 do goleiro do Aston Villa. Se tirar em pacotes ou quiser investir uma bagatela baixa, Pope é um dos goleiros de overall baixo e que devem entregar bom rendimento. Com ótima estatura, o inglês deve ser utilizado com entrosamento “Básico” ou “Luva”.

Ídolo Disponível por DME: Pavel Nedved

Pavel Nedved chega como um Desafio de Montagem de Elenco muito acessível e que pode adicionar qualidade à grande maioria dos times do Ultimate Team. Com a mudança de posição, em comparação às versões anteriores, o tcheco está finalmente em seu lugar ideal do campo: a armação de jogadas.

Com passe impecável e boa finalização, Nedved é uma carta muito equilibrada na versão Prime Moments e, se for fã do jogador, não perca a oportunidade de tê-lo no time. Para você que está com time avançado esperando os TOTS, cabe aguardar mais um pouco. O melhor entrosamento para a carta é o “Motorzinho”.

PS: o DME está anunciado no Ultimate, mas não aparece nem no aplicativo e nem nos consoles para ser solucionado e adquirir o jogador. Ainda assim, como a EA Sports costuma realizar erros bobos, já devemos ter Nedved disponível.

Mostrar mais

João Belline

Jornalista de formação, louco dos esportes por opção. Depois de muito escalar Cartola, jogar Winning Eleven, escrever escalação dos sonhos no caderno e topar o dedão na rua, falar sobre futebol virou uma necessidade. É mais um leitor que buscou espaço no time da Trivela e entende que futebol está acima do clube.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo