Games

Gamepédia do Futebol – #8 Great Soccer

Enquanto simuladores de futebol se consolidaram em computador e consoles, um arcade marcou trouxe a real dinâmica de jogo para se jogar a Copa do Mundo

Um dos aspectos mais comentados sobre jogos de vídeo games são os gráficos. Parte deste quesito é sobre o trabalho da desenvolvedora de jogo, que tenta equilibrar a jogabilidade e a entrega visual, mas não é só isso. A tecnologia disponível na época é determinante na qualidade gráfica e é este fato que inclui o nosso episódio desta semana na nossa Gamepédia do Futebol. Ainda nos anos 80, o jogo destacado de hoje é o primeiro simulador de futebol produzido em 8 bits, com novos gráficos e uma novidade que perdura até hoje. Da Sega Corporation, o oitavo episódio da Gamepédia é o Great Soccer.

Lançado para o Master System, em 1987, o título foi adaptado de acordo com o local de divulgação. Para os Estados Unidos, Great Soccer ficou como o nome mais divulgado. No Brasil, o jogo foi lançado como Super Futebol e marcou a infância de muitos nos anos 90. O simulador ainda foi nomeado como Sports Pad Soccer, no Japão, e World Soccer, na Europa. Além da mudança no nome, o encarte traseiro apresentava narrativas diferentes de acordo com o público local.

O Great Soccer tem duas fases bem definidas na sua gameplay, tanto em disputa como em aspectos gráficos. Durante a partida, o jogo acontece em visão lateral e os jogadores em um acabamento similar a desenhos infantis, com cabeça e olhos grandes em comparação com o restante do corpo. Na disputa de pênaltis, os jogadores assumem outra estética mais realista, buscando retratar de fato os jogadores em proporções e mecânica motora, e a câmera fica atrás do batedor, de frente para a meta e a torcida. O simulador de futebol da Sega conta com 8 seleções: Argentina, Alemanha Ocidental, França, Brasil, Grã-Bretanha, Estados Unidos e Japão.

As partidas são disputadas em dois tempos de três minutos, que não são contados na tela, em dois times de cinco jogadores na linha e um goleiro. Similar ao NASL Soccer, os jogadores vão aparecendo na tela de acordo com o avanço da câmera. Com isso, não há uma formação tática ou preocupação com recomposição. Como no Konami’s Soccer, o jogador controlado apresenta um indicador acima da cabeça, tendência seguida até os dias atuais, e uma seta fica alternando entre as duas traves para indicar para onde vai o seu chute quando realizar a ação. O jogo possibilita o jogo individual e entre dois jogadores locais e apenas com a disputa de amistosos – não tendo nenhum sistema de narrativa ou campeonato.

Em termos de novidades, Great Soccer é o primeiro simulador de futebol da era de 8 bits, possibilitando melhores gráficos – vale reparar nos grafismos nas cobranças de pênaltis. Além disso, foi o jogo da Sega que inseriu a diferenciação entre passes rasteiros e bolas levantadas. Apesar de ser possível jogar no joystick convencional do Master System, o game foi desenvolvido para ser jogado com o Sega Sports Pad, um periférico criado pela produtora japonesa, visando seus simuladores de esporte, que contava com trackball.

Não à toa, o Super Futebol, nome brasileiro dado ao jogo, é o quarto título mais vendido no Brasil para o console Master System. Ele foi um sucesso nos anos 90 e carrega saudosistas com ele até hoje. Você é um dos que jogou o Super Futebol? Comente com a gente e não deixe de acompanhar os próximos episódios da nossa Gamepédia do Futebol.

Nota: Não confundir com o jogo homônimo, também do Master System, que foi lançado em 1985 apenas no Japão. O título fazia parte da série Great Sports.

Mostrar mais

João Belline

Jornalista de formação, louco dos esportes por opção. Depois de muito escalar Cartola, jogar Winning Eleven, escrever escalação dos sonhos no caderno e topar o dedão na rua, falar sobre futebol virou uma necessidade. É mais um leitor que buscou espaço no time da Trivela e entende que futebol está acima do clube.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo