Futebol feminino

Internacional segura Grêmio e retoma hegemonia no Gauchão Feminino

Após vitória por 2 a 0 no Beira-Rio, Gurias Coloradas seguraram o empate em 1 a 1 na Arena do Grêmio para sair com o título

O Internacional recuperou a hegemonia no futebol feminino do Rio Grande do Sul. Depois de vencer por 2 a 0 no Beira-Rio, na última quarta-feira (22), as Gurias Coloradas seguraram o empate em 1 a 1 na manhã deste domingo (26), na Arena do Grêmio, para sair com o título do Campeonato Gaúcho 2023.

Esta foi a 12ª conquista do Gauchão Feminino por parte do Inter. No ano passado, o Grêmio foi campeão, quebrando a sequência de três troféus das coloradas. Desde a reabertura dos departamentos de futebol feminino da dupla Gre-Nal, em 2017, são cinco conquistas do Inter e duas do Grêmio.

Superior, Internacional abre o placar no final do primeiro tempo

Assim como o primeiro tempo no Beira-Rio, os 45 minutos iniciais foram truncados na Arena do Grêmio. Ainda assim, foi o Inter quem teve mais posse de bola e finalizou mais: 6 a 1.

A primeira chance colorada foi aos 6 minutos. Priscila fez boa jogada e rolou para Belén Aquino, que dominou e chutou. Vivi salvou o Grêmio.

Aos 24, o Grêmio perdeu a volante Jessica Peña com uma lesão na coxa. Ela foi substiuída por Duda Pedra e chorou ao sair de campo.

O Inter voltou a levar perigo aos 33. Dessa vez, Belén Aquino foi quem serviu Priscila. A centroavante colorada finalizou sobre o gol.

Mas a camisa 19, de contrato renovado com o Inter até 2026, não desperdiçou na melhor oportunidade que poderia pedir. Aos 46, a bola acertou o braço de Carla Alves, e arbitragem assinalou pênalti. Na cobrança, Priscila bateu no canto esquerdo, deslocando a goleira Vivi, que pulou para a direita. 1 a 0 para as Gurias Coloradas.

Grêmio desconta, mas não tem mais forças para reagir

Já na volta do intervalo, o técnico do Grêmio, Tchelo, promoveu a entrada da atacante Caty no lugar da meia Rafa Levis. Como não poderia ser diferente, o Tricolor partiu para cima em busca de improvável reação. Aos 10 minutos, Raquel Fernandes invadiu a área e tentou deslocar a goleira Barbieri, mas a arbitragem assinalou impedimento.

O gol de empate do Grêmio surgiu aos 12 da segunda etapa. Depois de cruzamento vindo da direita, Dani Barão tentou de bicicleta. A bola sobrou para a zagueira Pati Maldaner, que dominou e chutou forte para deixar tudo igual.

O Inter quase voltou a ficar à frente no marcador quatro minutos depois. Djeni cobrou falta da intermediária, a bola passou por todo mundo e acertou a trave gremista.

Tchelo foi para o tudo ou nada aos 19 minutos, com as entradas das atacantes das atacantes Gabizinha e Kelly Restrepo. A resposta de Lucas Piccinato veio cinco minutos depois, com a entrada da zagueira Carlinha, montando linha de cinco defensiva.

O Grêmio tentou pressionar, mas sem muita organização. Por outro lado, faltava ao Inter capricho para aproveitar os contra-ataques. O jogo transcorreu sem muitas emoções até que o apito final decretasse o título das Gurias Coloradas.

Foto de Nícolas Wagner

Nícolas Wagner

Gaúcho. Formado em Jornalismo pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Antes de escrever pela Trivela, esteve na Rádio Grenal e na RDC TV. Também é coordenador de conteúdo da Rádio Índio Capilé.
Botão Voltar ao topo