Champions League Feminina

Após golear o Arsenal, Barcelona sofre contra o dinamarquês HB Koge, mas vence outra na Champions

Nas outras partidas do dia, Arsenal, Bayern de Munique e Lyon confirmaram o favoritismo e venceram com goleadas

Após levar 4 a 0 do Hoffenheim na primeira rodada da fase de grupos da Champions League feminina, o dinamarquês HB Koge entrou em campo determinado a complicar a vida do campeão europeu Barcelona. E conseguiu, apesar de ter perdido por 2 a 0. As catalães precisaram de mais de uma hora para abrir o placar, mesmo empolgadas pela sapatada que aplicaram no Arsenal semana passada.

O HB Koge, campeão dinamarquês pela primeira vez este ano, teve uma chance de ouro para abrir o placar logo na saída de bola. Após ganhar a posse, a capitã Kyra Carusa acionou Cecile Nielsen, que disparou pela esquerda até chegar à linha de fundo. Tocou para trás, e Carusa chegou batendo à queima-roupa. Sandra Paños fez uma linda defesa com os pés, e a defesa do Barça dividiu o rebote para impedir o gol quase certo de Madalyn Pokorny.

O Barcelona respondeu com uma arrancada estonteante de Caroline Hansen. Ela pegou a bola pela direita, na altura do círculo central, e saiu em diagonal, com a criança sempre colada nos seus pés. Passou por três e avançou até o bico esquerdo da grande área antes de chutar em cima da goleira Kaylan Marckese.

E nova chance clara para o HB Koge. Carusa lançou para Pokorny, por trás da defesa. Paños sai bem para abafar, mas deixou escapar. Kelly Fitzgerald pegou o rebote e superou a goleira. Não superou Andrea Pereira, que conseguiu o corte na entrada da pequena área. Já no segundo tempo, Hansen fez jogada de ponta direita e cruzou na cabeça de Hermoso. Um pouco para trás, porém, o que impediu a craque do Barça de colocar potência na testada.

Aos 17 minutos da etapa final, finalmente o placar foi aberto. Muitos méritos de Aitana Bonmatí, que roubou no meio-campo, arrancou pela direita até a entrada da área e abriu à esquerda com Lieke Martens. O cruzamento da holandesa foi perfeito para Fridolina Rolfö completar na segunda trave.

À média distância, Martens mandou para fora, e Rolfö exigiu boa defesa da goleira Marckese. Outra linda jogada de Hansen terminou com a batida cruzada de primeira de Bonmatí, na cara do gol, para fora. O segundo gol saiu apenas nos acréscimos. Carusa derrubou Hermoso dentro da área. A própria converteu e fechou a segunda vitória em dois jogos do Barça nesta fase de grupos.

.

 

dO Arsenal se recuperou da goleada por 4 a 1 que levou do Barcelona na primeira rodada. E reconstruiu um pouco o seu saldo de gols ao aplicar 4 a 0 no Hoffenheim. As alemãs tiveram algumas chances no começo da partida, mas, aos 21, Michaela Specht deu uma bicuda no pé de Bethany Mead, e Kim Little converteu o pênalti.

No fim do primeiro tempo, Katie McCabe jogou na área, e Viviane Miedema ajeitou de cabeça para Tobin Heath completar sozinha. A holandesa praticamente roubou um gol de Jordan Nobbs, que chegou batendo da entrada da área para defesa da goleira Martina Tufekovic. A bola subiu e caiu em cima da linha, onde Miedema apareceu apenas para empurrar com o corpo.

Leah Williamson, como um raio na primeira trave, cabeceou o escanteio cobrado por McCabe para dar números finais à partida.

.

.

Standings provided by SofaScore LiveScore

Lyon goleia o Benfica com golaço de Melvine Malard

O Benfica conseguiu segurar o empate com o Bayern de Munique na primeira rodada, mas foi atropelado pelo Lyon nesta quinta-feira, por 5 a 0, com direito a um golaço de Melvine Malard, com uma meia-bicicleta após jogada de Catarina Macario.

As francesas abriram o placar aos 29 minutos, quando a goleira Lelê espalmou um escanteio nas costas de Catarina Amado. Sobrou para Kadeisha Buchanan marcar um gol fácil. Dois minutos depois, a goleira brasileira saiu jogando na fogueira com Pauleta, desarmada por Danielle van de Donk. Malard dominou e devolveu para Van de Donk ampliar.

Pouco antes do intervalo, houve um lance incrível. Macario cobrou falta, relativamente de longe, na trave. No rebote, Buchanan se jogou em um peixinho à queima-roupa e também acertou o poste. Mas, aos oito minutos da etapa final, Macario caiu pela direita e cruzou à boca do gol para Malard virar uma meia-bicicleta e fazer 3 a 0 para o Lyon.

De pênalti, Macario marcou o quarto e, em escanteio cobrado por Selma Bacha, Buchanan aproveitou a saída em falso de Lelê para cabecear na segunda trave e fechar o placar.

.

 

O Bayern de Munique teve uma relação difícil com a trave, mas conseguiu golear o BK Häcken, da Suécia, por 4 a 0. Lineth Beerensteyn carimbou o poste, antes dos cinco minutos, e Lea Schüller perdeu uma chance clara. O começo forte das alemãs não demorou a produzir o primeiro gol. Com ajuda da defesa do Häcken. Jennifer Falk saiu do gol para interceptar um lançamento, trombou com Edin Rubensson, e a sobra ficou com Schüller. Ela buscou o ângulo de perna direita para abrir o placar.

Aos 11 minutos, Giulia Gwinn cruzou perfeitamente para Schüller cabecear na segunda trave e ampliar ao Bayern de Munique. Linda Dallmann acertou a trave, aos 26, e depois deixou Sofia Jakobsson na cara do gol, mas o chute saiu em cima de Falk.

Apenas no segundo tempo o Bayern matou o jogo de vez. Julia Kalernäs errou o domínio na entrada da sua área e foi desarmada por Dallman, que ainda contou com desvio para superar Falk. Nos acréscimos, Jovana Damnjanovic pegou a sobra na entrada da área e terminou a goleada com um chute rasteiro.

.

.

Standings provided by SofaScore LiveScore

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo