Futebol feminino

Brasil perde caminhão de gols, mas vence Porto Rico na estreia da Copa Ouro Feminina

Seleção de Arthur Elias teve novidades e criou chances contra Porto Rico, mas sofreu para conseguir marcar e contou com Gabi Nunes para resolver

Não foi fácil e o Brasil precisou de muitas chances, mas saiu com a vitória na estreia da Copa Ouro Feminina na madrugada desta quinta-feira (22). Já nos últimos minutos da partida, Gabi Nunes marcou o único gol da vitória por 1 a 0 sobre Porto Rico.

Com o resultado, a Seleção fica no segundo lugar do Grupo B, já que a Colômbia goleou o Panamá por 6 a 0 no jogo de abertura. As colombianas eram as próximas rivais do Brasil, em 27 de fevereiro, 0h15 (horário de Brasília).

Arthur Elias escala Seleção com novidades

O Brasil não pode contar com a goleira titular, Lelê, que rompeu o ligamento cruzado anterior (LCA) na preparação do Corinthians para a Supercopa Feminina. A veterana Luciana, da Ferroviária, foi a escolhida por Arthur Elias para assumir a posição.

Outra novidade da Seleção foi a lateral esquerda do São Paulo, Bia Menezes, que foi convocada pela primeira vez para o torneio e já virou titular logo em sua estreia.

Assim, a Seleção foi escalada por Arthur Elias com Luciana, Julia Bianchi, Lauren, Rafaelle e Bia Menezes; Ary Borges, Aline Milene e Duda Santos; Adriana, Bia Zaneratto e Debinha

Primeiro tempo termina zerado

A primeira goleira que precisou trabalhar com Luciana. Aos 13 minutos, Nickolette Driesse arriscou de fora da área e a goleira brasileira espalmou para fora. O Brasil teve boas chegadas logo depois, ambas com Bia Zaneratto, que primeiro foi desarmada na entrada da área e depois chutou de longe para uma defesa tranquila da goleira Sydney Martinez.

O Brasil assustou de verdade aos 20, quando Bia Zaneratto ajeitou de calcanhar e Bia Menezes chegou chutando cruzado e a bola passou ao lado da trave. Não demorou para a Seleção conseguir balançar as redes, e o lance foi anulado prontamente pela bandeira. Bia Menezes cruzou da esquerda e Ary Borges cabeceou para o gol, mas a meio-campista estava impedida.

Nos últimos minutos da etapa inicial, as duas equipes tiveram chances. Juelle Love recebeu no meio da área, mas não conseguiu finalizar e perdeu a oportunidade. Pouco depois, Debinha chutou, a bola bateu em Adriana e parou na trave.

Brasil cansa de perder chances na etapa final, mas vence

A primeira boa chance do segundo tempo foi do Brasil. Bia Zaneratto cruzou na área e Duda Santos cabeceou na trave. Aos 19, Bia Zaneratto forçou uma boa defesa de Sydney Martínez em chute de fora da área.

A Seleção ganhou fôlego com as mudanças feitas por Arthur Elias e Geyse cruzou na área, mas Debinha acabou mandando para fora. Logo depois, um escanteio na área ficou pingando e Gabi Nunes foi bloqueada pela defesa de Porto Rico.

O Brasil finalmente conseguiu chegar ao gol para abrir o placar aos 35 minutos. Adriana foi lançada pela direita e cruzou rasteiro. A bola passou pela defesa e sobrou para Gabi Nunes, que só teve o trabalho de empurrar para o gol.

Os próximos jogos do Brasil

  • Colômbia x Brasil – 25 de fevereiro, 0h15 (horário de Brasília) – Snapdragon Stadium, em San Diego
  • Brasil x Panamá – 27 de fevereiro, 0h15 (horário de Brasília) – Snapdragon Stadium, em San Diego

Colômbia goleia no outro jogo do grupo

Na outra partida do grupo, a Colômbia goleou o Panamá por 6 a 0 e abriu boa vantagem na liderança do Grupo B. Manuela Pavi foi o destaque com dois gols, enquanto Catalina Usme, Manuela Venegas, Linda Caicedo e Liana Salazar marcaram um cada.

Foto de Matheus Rocha

Matheus Rocha

Matheus Rocha é natural de Uberlândia (MG), onde se formou em Jornalismo no Centro Universitário do Triângulo (Unitri) em 2014. Começou a carreira no jornalismo escrevendo colunas na Trivela antes de passar por ExtraTime e Yahoo, participando da cobertura de três Copas do Mundo e cinco Olimpíadas.
Botão Voltar ao topo