França

Como Jordan fez, Mbappé pode transformar seu gesto em marca comercial

A exemplo de Michael Jordan no basquete, Kylian Mbappé quer transformar um de seus gestos mais famosos em uma marca comercial

Com Cristiano Ronaldo e Lionel Messi caminhando para o fim da carreira como jogadores de futebol, Kylian Mbappé é a grande estrela do futuro do esporte. Não à toa, tudo o que envolve o atacante vira notícia no mundo todo. Até mesmo uma saída do PSG rende um jantar com o presidente da França. Em meio a esse cenário, o astro francês está seguindo os passos de Michael Jordan.

Assim como a lenda do basquete, Mbappé pode transformar um de seus gestos em marca comercial. Se o icônico Air Jordan já está consolidado no mundo dos negócios, o atacante do Paris Saint-Germain deu seus primeiros passos para patentear sua comemoração: quando ele faz gols, costuma cruzar os braços logo abaixo das axilas.

Kylian Mbappé já tomou medidas para registrar a logotipo que represente sua celebração como marca registrada em vários países, assim como na União Europeia. O atacante do PSG também já patentou seu sobrenome, suas iniciais citações mais famosas. A informação é do site The Conversation. O craque francês criou uma logo de sua imagem em preto e branco, rindo e cruzando os braços.

Vale lembrar que a razão dos atletas registrarem suas poses, assim como outros elementos de sua imagem, é transformá-las em marcas de sucesso, que podem ser utilizadas comercialmente em uma ampla gama de produtos e serviços. O próprio Kylian Mbappé já está envolvido em alguns mercados – não necessariamente ligados ao futebol.

Selo de qualidade Mbappé

Entre os produtos que abrangem o registro de marca do atacante do Paris Saint-Germain estão: roupas, têxteis, calçados, brinquedos, videogames, guarda-chuvas, bolsas, joias, perfumaria, cosméticos e cremes dentais. Agora, quaisquer outros produtos ou marcas que queiram usar o logotipo de Mbappé, seu nome ou citações, precisarão pagar ao jogador ou conseguir uma permissão com o próprio atleta.

As marcas registradas são um selo de qualidade. Ou seja, atestam a origem de um produto ou bem de serviço no mercado, diferenciando da concorrência. A logo de Mbappé comemorando, por exemplo, pode criar uma forte associação entre o jogador e os produtos que levam sua imagem. Os consumidores serão levados a acreditar que aquilo que carrega a patente do atacante do PSG são comercializados pelo próprio jogador.

O contrário também é verdadeiro. Se uma empresa vender algum produto ou serviço com a imagem de Kylian Mbappé (ou seu nome, inicias e citações famosas) sem autorização do astro francês, isso é caracterizado como uma violação de marca registrada. Essa infração pode fazer com que consumidores façam a compra imaginando que é uma mercadoria oficial do atacante do Paris Saint-Germain, quando, de fato, não é.

Isso ajuda a explicar porque Mbappé se preocupou com suas patentes, até porque, ele tem mais de 112 milhões de seguidores no Instagram, sendo uma das pessoas mais conhecidas do mundo atualmente. Por isso, o atacante do PSG quer fazer um bom uso de sua reputação no mercado. Agora, resta saber se a estrela francesa terá o mesmo sucesso no mundo dos negócios, já que seu talento dentro de campo é indiscutível.

Foto de Matheus Cristianini

Matheus Cristianini

Formado em Jornalismo pela Unesp, é apaixonado por esportes, acima de tudo futebol. Ama escrever sobre o que acontece dentro e fora de campo. Após passar por Antenados no Futebol, Bolavip Brasil, Minha Torcida e Esportelândia, se juntou à equipe da Trivela com muita vontade de continuar crescendo.
Botão Voltar ao topo