França

Mbappé dá boas-vindas a Benzema na seleção francesa: “Não há muitos acima dele no mundo”

Ansioso pela parceria com o destaque do Real Madrid, atacante do PSG prevê rápida adaptação do novo companheiro ao grupo dos Bleus

Confirmado o retorno de Karim Benzema à seleção francesa, a expectativa dos amantes de futebol é grande pelo que sua dupla no ataque com Kylian Mbappé pode produzir – e este anseio é compartilhado pelo próprio atacante do PSG. Em entrevista após a conquista da Copa da França contra o Monaco, Mbappé exaltou Benzema e projetou uma adaptação tranquila ao novo companheiro.

Perguntado sobre sua reação à convocação de Benzema após mais de cinco anos sem defender os Bleus, Mbappé, que havia publicado no mesmo dia da divulgação da lista uma montagem em que comemora um gol ao lado do atacante do Real Madrid, ambos com a camisa da França, não escondeu a empolgação.

“Fiquei muito contente. Sempre disse que queria jogar com grandes jogadores. Não há muitos jogadores acima de Benzema no mundo. Ele irá nos trazer tudo o que sabe fazer. Ele joga no Real Madrid há mais de dez anos, conhece a pressão, tem experiência e, sobretudo, tem o talento. É fácil de se adaptar com os grandes jogadores. Então, tenho certeza de que sua adaptação será muito rápida”, avaliou, em declaração publicada pelo L’Équipe.

Enquanto se prepara para a disputa da Eurocopa, que começa em 11 de junho, Mbappé vive um fim de temporada de decisões pelo PSG. A primeira conquista do ano veio nesta quarta-feira (19), com a vitória por 2 a 0 sobre o Monaco na final da Copa da França. Destaque com um gol e uma assistência, o camisa 7 foi elogiado pelo técnico adversário, Niko Kovac, que o definiu como o melhor jogador do mundo. Mbappé agradeceu pelo elogio, mas dividiu os louros com os colegas de Paris Saint-Germain.

“É sempre bom quando falam bem de você. É o trabalho de toda a equipe, é ela que me colocou nas melhores condições, eu apenas aperfeiçoei o trabalho dos meus companheiros. Eles deram o seu melhor.”

Ainda que a Copa da França não carregue o mesmo prestígio que a sonhada Champions League ou que mesmo uma Ligue 1, Mbappé destacou a conquista por sua contribuição à história que está sendo escrita por esta geração de jogadores do clube: “Sempre conta. Quando você joga no PSG, um dos maiores clubes do mundo, o maior do país, cada título conta para entrar na história. Além disso, é um clube jovem, então queremos fazer parte desta história. É uma grande etapa”.

Por mais que o título possa servir de combustível para a rodada final da Ligue 1 neste fim de semana, Mbappé considera ambas as competições diferentes demais para se traçar um paralelo. Seu objetivo é que o PSG faça a sua parte contra o Brest, torcendo por um tropeço do líder Lille, que, com um ponto a mais que os parisienses, enfrenta o Angers.

“São duas competições completamente diferentes. Estamos condicionados a ganhar, mas são dois universos distintos. Nos preparamos para esta Copa da França, fizemos tudo muito bem na competição. Agora, nos concentramos em outra coisa. O título não depende de nós. Vamos fazer a nossa parte. Depois, veremos o que acontecerá no outro jogo.”

Mostrar mais

Leo Escudeiro

Apaixonado pela estética em torno do futebol tanto quanto pelo esporte em si. Formado em jornalismo pela Cásper Líbero, com pós-graduação em futebol pela Universidade Trivela (alerta de piada, não temos curso). Respeita o passado do esporte, mas quer é saber do futuro (“interesse eterno pelo futebol moderno!”).

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo