França

Leonardo reclama da postura do Real Madrid em relação a Mbappé: “Falam como se já fosse jogador deles”

Diretor esportivo do PSG, Leonardo reclama que técnico, jogador e presidente do Real Madrid continuam a falar sobre Mbappé

O diretor esportivo Leonardo Araújo, do Paris Saint-Germain, reclamou da postura que pessoas ligadas ao Real Madrid têm em relação a Kylian Mbappé, desejado pelo clube merengue. Para o dirigente, há uma falta de respeito das pessoas do Real Madrid, que falam “como se ele fosse jogador deles”.

LEIA TAMBÉM: Leonardo, diretor do PSG: “Mbappé está no centro do projeto, mas não acima”

Florentino Pérez, presidente do Real Madrid, falou na última terça-feira que está otimista que Mbappé irá concordar em se transferir para o clube já em janeiro. É justamente a partir de janeiro, a seis meses do fim do seu contrato, que o jogador pode entrar em acordo com outro clube para um novo contrato que valha a partir de julho de 2022.

Depois da repercussão, Pérez esclareceu seus comentários ao dizer que o acordo só poderia ser feito a partir do próximo ano e que teriam que esperar o momento adequado, “sempre com respeito ao PSG”.

“Na mesma semana, tivemos um jogador do Real Madrid [Karim Benzema] o técnico [Carlo Ancelotti] e agora o presidente do Real Madrid falam de Mbappé como se fosse jogador deles”, disse Leonardo, em entrevista ao L’Equipe. “É uma falta de respeito que não pode ser tolerado”.

“Essa busca de Florentino já acontece há dois anos. Só quero lembrar que a janela de transferências está fechada, que a temporada está em andamento. Há jogos e o Real Madrid não pode continuar a agir assim. Isso tem que parar! Kylian é jogador do PSG e o clube entende perfeitamente que este relacionamento irá durar”, continuou o dirigente do clube parisiense.

Em entrevista na última semana, Mbappé afirmou que pediu para sair do PSG no final de julho e que queria que o clube recebesse um valor pela transferência. O Real Madrid fez uma proposta de € 200 milhões pela contratação do atacante, mas o clube de Paris sequer respondeu, depois de ter recusado uma oferta de € 180 milhões.

Mbappé tem contrato só até junho de 2022 e, por isso, esta seria a última janela de verão para negociá-lo. Só há mais uma janela, em janeiro, antes do fim do seu contrato. Em janeiro, habitualmente os clubes não fazem suas maiores contratações.

O PSG manteve Mbappé e ainda tem esperanças em conseguir convencer o jogador a renovar seu contrato. “Se eu tivesse que sair neste verão, teria sido apenas para o Real Madrid. Neste verão, a minha ambição era clara, eu queria sair e colocar o clube nas melhores circunstâncias para trazer uma reposição”, explicou o atacante. “Neste momento, o meu futuro não é minha prioridade. Eu já gastei muita energia neste verão, está me esgotando”.

LEIA TAMBÉM: Neymar e Mbappé mostraram um bom entrosamento também na entrevista em conjunto: “É mais fácil jogar com amigos”

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo