França

França convoca Gignac e Thauvin para a Olimpíada de Tóquio-2020, mas não terá Mbappé

Os dois jogadores, que agora são do Tigres, estão entre os convocados acima da idade, o outro é Téji Savanier, do Montpellier; Eduardo Camavinga, do Rennes, também está na lista

A seleção francesa anunciou a sua convocação para a Olímpica de Tóquio-2020 e incluiu dois jogadores que atuam no México: o atacante e ídolo do Tigres, André-Pierre Gignac, de 35 anos, e o meia Florian Thauvin, de 28 anos, que se transferiu para os mexicanos em maio. Kylian Mbappé, que declarou desejo de ir à Olimpíada, não foi liberado pelo PSG e não foi incluído na lista. Ele tinha aparecido na lista preliminar, divulgada em maio, assim como Gignac.

Além de Thauvin e Gignac, também foi chamado Téji Savanier, meio-campista de 29 anos do Montpellier, como jogador acima dos 24 anos de idade. O técnico da seleção francesa olímpica, Sylvian Ripoll, deve ter problemas para liberar alguns dos jogadores.

A Fifa aumentou o limite de idade de 23 para 24 anos, mantendo o mesmo ano de nascimento limite que seria usado em 2020, 1997. Como os jogos foram adiados, a entidade manteve a data de nascimento limite, o que fez a idade subir para 24 anos, já que os jogadores estão um ano mais velhos.

Gignac esteve na última Eurocopa pela França. Já sem Karim Benzema, por causa do escândalo com Mathieu Valbuena, o técnico Didier Deschamps convocou Gignac, que já estava no Tigres, para a Euro 2016, jogada em casa. Convocado pela primeira vez em 2009 para a seleção francesa, ainda com o técnico Raymond Domenech, seus últimos jogos pelos Bleus foram pouco depois da Euro 2016, quando no grupo que jogou os três primeiros jogos das Eliminatórias da Copa para 2018. Jogou em dois deles, contra Bulgária e, por último, contra a Holanda, no dia 10 de outubro de 2016. Foi seu último jogo com a camisa da seleção francesa.

Dá para dizer que jogar no futebol mexicano não ajudou o atacante, que acabou esquecido pelo técnico Didier Deschamps, apesar do excelente desempenho – sendo a conquista da Concachampions o sucesso mais recente. No Mundial de Clubes, em fevereiro, o Tigres de Gignac eliminou o Palmeiras, campeão da Libertadores, e acabou derrotado pelo Bayern na final.

Thauvin fez a última temporada, 2020/21, pelo Olympique de Marseille. Foram 44 jogos no total, com oito gols e 10 assistências. Seu contrato chegou ao fim e não houve renovação, então ele acertou com o clube do companheiro Gignac, que também foi do Marseille para o Tigres. Gignac será liberado para a Olimpíada, segundo informa o Le Parisien. O jogador quer participar e o clube vai permitir, o que deve se repetir para Thauvin. estes, porém, devem ser dos poucos jogadores que a França não terá problemas para conseguir a liberação.

O técnico Sylvian Ripoll precisará trabalhar junto com os clubes para tentar a liberação dos jogadores, especialmente Eduardo Camavinga, que já esteve na seleção principal e é estrela do Rennes. O jogador, de apenas 18 anos, é muito desejado no mercado e a ida para os Jogos Olímpicos pode complicar uma eventual transferência, caso ele se machuque, por exemplo. Isso além de perder o início da Ligue 1, que começa no dia 7 de agosto – justamente a data da final olímpica.

Outro que pode não ser liberado é o zagueiro William Saliba, do Arsenal. O clube ainda avalia se permitirá que o zagueiro esteja com a seleção francesa em Tóquio. O clube londrino está tentando a contratação do zagueiro Ben White, o que pode fazer com que o zagueiro seja liberado mais uma temporada para ser emprestado. Com isso, seria também liberado para os Jogos Olímpicos. A temporada na Inglaterra começa no dia 14 de agosto, uma semana depois do final da Olimpíada. A lista precisará ser fechada até o dia 30 de junho.

A França estreia na Olimpíada de Tóquio-2020 no dia 22 de julho, contra o México, na capital japonesa. Faz o segundo jogo contra a África do Sul no dia 25 em Saitama e fecha a primeira fase em Yokohama contra o Japão, dono da casa.

Confira a lista de convocados da França para a Olimpíada de Tóquio-2020:

Goleiros: Paul Bernardoni (Angers) e Gautier Larsonneur (Brest);

Defensores: Benoit Badiashile (Monaco), Anthony Caci (Strasbourg), Clément Michelin (Lens), William Saliba (Arsenal) e Malang Sarr (Chelsea);

Meio-campistas: Eduardo Camavinga (Rennes), Mexence Caqueret (Lyon), Jonathan Ikone  (Lille), Téji Savanier* (Montpellier), Florian Thauvin* (Tigres-MEX) e Lucas Tousart (Hertha Berlim-ALE);

Atacantes: André-Pierre Gignac* (Tigres-MEX), Amine Gouiri (Nice), Randal Kolo Muani (Nantes) e Arnaud Nordin (Saint-Étienne).

Lista reserva: Maxence Prevot (Sochaux)

*jogadores acima da idade

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo