Europa

A torcida do Rangers trocou o azul pelo preto em luto e tributo a Walter Smith, seu técnico lendário que faleceu nesta semana

Milhares de torcedores do Rangers vestiram roupas pretas para homenagear o treinador, falecido aos 73 anos

O Rangers se despediu de Walter Smith, considerado por muitos como o maior treinador da história do clube, nesta terça-feira. Aos 73 anos, o veterano vinha com a saúde debilitada nos últimos meses e não resistiu, deixando como legado uma história de 21 títulos à frente dos Teddy Bears e uma identificação imensa com o clube de seus amores. Desde que a notícia veio à tona, centenas de torcedores (inclusive rivais) deixaram flores e outros presentes nos portões de Ibrox em tributo a Smith. Já nesta quarta, o time entrou em campo. Os espectadores trocaram o azul pelo preto, inclusive no escudo, e prestaram uma tocante homenagem à lenda.

Milhares de torcedores do Rangers compareceram às arquibancadas com roupas pretas, em sinal de luto. Atrás de um dos gols, a torcida preparou um bandeirão com o escudo do clube na cor e o nome de Walter Smith, além de exibir outras duas faixas: uma com todos os 21 troféus conquistados pelo treinador em seus 11 anos à frente dos Teddy Bears, bem como outra com a frase “Pelos feitos realizados e glórias conquistadas, obrigado Walter”. O minuto de silêncio também foi de arrepiar, com o respeito pleno da multidão em Ibrox. Durante o jogo, os torcedores entoaram “Walter Smith’s Blue and White Army”, cântico tradicional nos anos 1990 e 2000, durante as passagens do comandante pela casamata.

Os jogadores do Rangers usaram uma braçadeira negra no braço, em lembrança a Walter Smith. A equipe de Steven Gerrard empatou por 2 a 2 com o Aberdeen. Os visitantes abriram dois gols de vantagem logo cedo em Ibrox, com Christian Ramírez e Scott Brown, mas Alfredo Morelos e James Tavernier buscaram a igualdade. Morelos, na comemoração de seu tento, se ajoelhou no gramado e juntou as mãos em direção aos céus. O Rangers lidera o Campeonato Escocês com 24 pontos, dois a mais que o rival Celtic, enquanto o Aberdeen é apenas o oitavo colocado.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo