Europa

Se criarem um ‘Prêmio Puskás das assistências’, essa do Galatasaray precisa estar no páreo

Na última rodada da Liga Europa, Marcos Acuña protagonizou um lance espetacular na virada do Sporting sobre o Astana. Deu um lençol e um drible da vaca na mesma jogada, que, graças a um cruzamento seu, terminou em gol. Até brincamos na ocasião que “se criassem um Prêmio Puskás das assistências, seria uma forte candidata”. Pois bem. Neste domingo, mais um concorrente surgiu para a condecoração hipotética. O Galatasaray perdeu na visita ao Kasimpasa por 2 a 1 e acabou ultrapassado pelo Istambul Basaksehir na liderança do Campeonato Turco. O gol de honra dos leões, todavia, foi algo completamente sensacional.

O lance serviu para abrir o placar, e dá para questionar se houve falta na beira do campo. Mas não se nega a genialidade de Ryan Donk. O lateral holandês arrancou tal qual um Lionel Messi em dia endiabrado. Com a bola colada ao pé, atravessou uns bons 50 metros e deu um lançamento cirúrgico para Garry Rodrigues. O cabo-verdiano, então, completou a jogada fabulosa. Deu mais um drible seco e mandou na gaveta. Uma pena que a obra de arte não valeu muito, com Mbaye Diagne e Bengali Koita buscando a virada ao Kasimpasa.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo