Champions LeagueEuropa

Por mais dinheiro da TV, Uefa pensa em mudar o formato da Champions

A discussão sobre a criação de uma Super Liga Europeia está na pauta dos grandes times do continente. A ideia, por enquanto, é discutida de maneira independente e encabeçada pelos próprios clubes. No entanto, começa a entrar também nos planos de ação da Uefa. Segundo revelou o jornal inglês Guardian, a entidade está disposta a reformular o formato da Liga dos Campeões. O torneio passaria a contar com apenas 16 equipes na fase de grupos, com duas chaves de oito componentes. Assim, a Champions ofereceria duas ligas menores.

VEJA TAMBÉM: Torcida do Dortmund protestou contra ‘Superliga Europeia’

Conforme a publicação, a maior preocupação gira em torno da diferença financeira entre os clubes da Inglaterra e os dos países continentais, com o aumento dos valores dos direitos de transmissão da Premier League. A expectativa é de que as duas mini-ligas possam oferecer contratos de TV melhores, com os gigantes se cruzando de maneira mais frequente – um atrativo que aumentaria o montante nas tratativas. Os 16 clubes mais bem qualificados entrariam apenas na última etapa preliminar, sem o risco de se cruzarem entre si e enfrentando os classificados a partir das fases classificatórias anteriores.

A mudança, contudo, só poderia acontecer depois de 2017/18. Para as duas próximas edições, os acordos de TV da Champions já estão fechados e seria muito difícil entrar em concordância pelo novo formato. De qualquer maneira, a expectativa seria de discutir as novidades com os clubes durante os próximos meses, para que o anúncio oficial sobre a nova Liga dos Campeões acontecesse em 2017.

VEJA TAMBÉM: Ideia sobre ‘superliga europeia’ ressurge, e quem defende é o presidente da associação de clubes

“A Uefa está em constante contato com as partes interessadas, incluindo os clubes, em todos os assuntos sobre o futebol. Assim, quaisquer planos para mudar o formato das nossas competições de clubes seriam coordenadas e negociadas com eles. Não há propostas concretas na mesa desde que iniciamos o novo ciclo (2015-18) de nossos torneios”, afirmou um porta-voz da entidade.

A partir da próxima temporada, o lanterna da Premier League irá faturar £ 100 milhões, enquanto o campeão embolsa £ 150 milhões. Na Champions, o atual acordo televisivo oferece entre £ 40 e £ 50 milhões ao vencedor. Com menos clubes de pouca expressão nas fases decisivas e os jogos de peso se repetindo rodada a rodada, as cartas se colocariam na mesa para um salto – por mais que isso comprometa a intenção de algumas ligas em contar com ainda mais representantes.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo