AlemanhaEuropaInglaterraLiga Europa

Enquanto Dortmund acabava com o Tottenham, torcida protestou contra ‘Superliga Europeia’

A vitória do Borussia Dortmund sobre o Tottenham no Signal Iduna Park até ficou barata com os 3 a 0 no placar, diante da supremacia dos aurinegros. E o jogo de volta, em White Hart Lane, aconteceu por puro protocolo. Outra vez os Spurs escalaram uma equipe mista. Outra vez o Dortmund dominou as chances de gol, ainda que não tenha sido tão intenso. Mesmo desperdiçando alguns bons lances, os alemães saíram de Londres com a vitória por 2 a 1, graças a dois tentos de Pierre-Emerick Aubameyang. Avançam às quartas de final da Liga Europa. E a noite valeu também para marcar um protesto dos visitantes nas arquibancadas, contra uma proposta que vem causando grande discussão na Europa.

Antes do início da partida, os ultras da The Unity 2001 levantaram bandeiras e, atrás de um dos gols, estenderam uma faixa contra a ideia de uma liga supranacional na Europa. “Superliga da Uefa? Cala essa boca, porra!”, afirmavam. A iniciativa pretende reunir os principais times europeus, e certamente os aurinegros entrariam nos planos. Além disso, apesar da menção à Uefa, a referência se faz ao continente, já que a ideia é encabeçada pelos próprios clubes – ao mesmo tempo em que desvalorizaria o principal produto da confederação, a Champions League. Não à toa, o principal nome a discursar a favor do projeto tem sido Karl-Heinz Rummenigge, presidente da Associação Europeia de Clubes.

Embora pareça mais atrativa economicamente às potências, a Superliga deixa uma série de interrogações. Sobretudo, quanto ao destino dos campeonatos nacionais. Desta maneira, o posicionamento dos ultras do Dortmund não apenas pensa na preservação das “tradições”, como também dos outros clubes envolvidos no atual sistema. A Superliga viraria uma versão futebolística da NBA e da NFL, mas possivelmente jogaria no limbo os clubes que não estivessem envolvidos no projeto. Um assunto que se debaterá por um bom tempo na Europa.

Já quando a bola rolou, em um jogo morno, o Dortmund prevaleceu. A partir de uma roubada de bola, Aubameyang inaugurou o marcador aos 24 minutos. O artilheiro avançou à entrada da área e acertou um lindo chute com curva, longe do alcance de Hugo Lloris. Na segunda etapa, o gabonês ampliou em rápido contra-ataque puxado por Mkhitaryan. Naquele momento, o Tottenham precisava anotar seis gols. Só conseguiu um, em pixotada de Subotic que Son não perdoou.

O Dortmund desponta como franco favorito ao título da Liga Europa. O Tottenham até se sugeria como um rival duro e, que se pese o uso reservas nos dois confrontos, acabou amassado pelos alemães. Pelo peso histórico, o Liverpool aparece como um dos principais concorrentes, assim como o Sevilla, vivendo bom momento e com enorme tarimba na competição. De qualquer forma, o pedido da Muralha Amarela em completar o álbum de figurinhas parece se tornar cada vez mais real.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo