Europa

Foi bem bacana a entrevista em conjunto de Kepa e Mendy, depois da troca de goleiros na conquista da Supercopa

Na saída de campo, os dois goleiros falaram sobre a decisão de Thomas Tuchel ao fazer a substituição antes dos pênaltis

Uma cena chamou atenção durante a comemoração do Chelsea após conquistar a Supercopa Europeia. Vários companheiros cumprimentavam Kepa Arrizabalaga, herói nos pênaltis, até Edouard Mendy felicitar o colega de posição. Os dois goleiros trocaram um longo abraço, em sinal de cumplicidade e de desapego à vaidade. Tal gesto gerava curiosidade, já que Thomas Tuchel decidiu trocar seus arqueiros antes da disputa na marca da cal. Se em outros tempos Kepa criou caso ao ver a placa com seu número antes das penalidades, Mendy saiu tranquilo. E exaltou o companheiro, mostrando como, no momento, o trabalho em equipe prevalece nos Blues.

Kepa e Mendy deram inclusive uma entrevista juntos na saída de campo. Os dois goleiros se mostraram cientes da troca e indicaram como o trabalho em conjunto melhora suas condições. Mendy tinha sido herói na conquista da Champions. Kepa brilhou na Supercopa. O senegalês não tem sua titularidade ameaçada, mas sabe como ter um reserva afiado é importante para o próprio grupo.

“Não é uma situação típica, vocês sabem. Edou fez um trabalho fantástico, foi um jogo muito duro, contra um time muito bom. No fim, vencemos e estamos muito orgulhosos. Acho que o time fez um ótimo trabalho e estou feliz com a medalha”, comentou Kepa. “Eu estava pronto, porque eu sabia que isso poderia acontecer [entrar nos pênaltis]. Tentei me preparar mentalmente”.

“É claro que estou feliz, porque vencemos e trabalhamos para isso, por esse sucesso. Eu sabia desde a temporada passada que, se Kepa entrasse em campo, ele ajudaria o time. Ele fez isso hoje e estou realmente feliz com Kepa”, completou Mendy. “Isso é trabalho em equipe, é esforço de equipe. Quando você joga pelo Chelsea, joga pelo sucesso, joga por títulos. Fizemos isso hoje e estamos felizes”.

Também na saída de campo, Thomas Tuchel explicou a situação. Falou como tudo era planejado de antemão e como a conversa entre os goleiros foi ótima para tomar a decisão. Depois de meses do acordo, enfim, calhou de acontecer em plena Supercopa Europeia.

“Não foi algo espontâneo. Falamos sobre isso com os goleiros, olhamos as estatísticas. Kepa tem o melhor aproveitamento defendendo pênaltis. Os analistas e os treinadores de goleiros me mostraram os números, então falei com os jogadores que essa substituição poderia acontecer em mata-matas. Desde então eles sabem. É fantástico como Edou aceita isso e como a conversa foi boa antes do jogo contra o Barnsley pela Copa da Inglaterra, em fevereiro. Esses caras são verdadeiros jogadores de equipe. Estou feliz por Kepa e por Edou, por ter um goleiro que não demonstra orgulho ao não estar em campo. Ele está feliz por fazer isso pelo time”, disse.

Kepa defendeu duas penalidades e garantiu a vitória do Chelsea por 6 a 5 sobre o Villarreal em Belfast, após o empate por 1 a 1 nos 120 minutos. É ver como o episódio pode contribuir à recuperação do espanhol, ainda que ele deva seguir esquentando o banco de Mendy, depois de uma excelente temporada de estreia do senegalês.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo