Europa

Kepa entrou só para os pênaltis e foi decisivo: o título da Supercopa da Europa é do Chelsea

Após empate no tempo normal e prorrogação, Kepa entrou no final da prorrogação, pegou dois pênaltis e decidiu o duelo contra o Villarreal

O Chelsea conquistou o título da Supercopa da Uefa nesta quarta-feira, em um duelo diante do Villarreal. No duelo entre o campeão da Champions League e o da Liga Europa, tudo empatado em 1 a 1 no tempo normal e prorrogação. Foi só nos pênaltis que os ingleses venceram por seis a cinco. O curioso foi que o goleiro Kepa Arrizabalaga, hoje reserva, entrou no final da prorrogação só para os pênaltis no lugar de Edouard Mendy. Foi decisivo: pegou dois pênaltis, sendo que o segundo definiu o confronto. O goleiro espanhol brilha em uma situação inusitada para dar o segundo título deste torneio, após vencer também em 1998.

O jogo foi realizado no estádio Windsor Park, em Belfast, na Irlanda do Norte, e teve a presença de 13 mil pessoas. O Villarreal teve em campo o zagueiro Pau Torres, 24 anos, que esteve na Eurocopa e na Olimpíada com a seleção espanhola e já foi titular na partida. O Chelsea praticamente tinha um time misto em campo, com Thiago Silva, Jorginho, César Azpilicueta, Ben Chilwell, Reece James e Christian Pulisic todos no banco. Mesmo assim, o time era forte.

O Chelsea chegou ao gol aos 27 minutos. Kai Havertz se movimentou bem, recebeu na ponta esquerda, avançou até a linha de fundo em velocidade e cruzou rasteiro. Hakim Ziyech finalizou de primeira e marcou 1 a 0. Bela jogada dos Blues e placar inaugurado na Irlanda do Norte.

No final do primeiro tempo, o Villarreal chegou muito perto do gol de empate. Depois de cruzamento da direita, Alberto Moreno chegou enchendo o pé e a bola explodiu no travessão, bateu no chão, mas não entrou.

O Villarreal voltou forte para o segundo tempo. Passou a pressionar no campo de ataque e chegou com perigo logo no início. Gerard Moreno teve uma ótima chance, recebendo pelo lado esquerdo e tocou com perigo. O goleiro Edouard Mendy desviou de leve e a bola tocou na trave.

A pressão do Villarreal acabou dando resultado aos 28 minutos. Rudiger afastou mal, Gerard Moreno interceptou, tabelo com Boulaye Dia, recebendo de volta em um linho calcanhar, e finalizou bonito. Golaço e empate no placar em 1 a 1.

O jogo caiu de rendimento no final e o resultado acabou sendo o empate. O jogo foi mesmo para a prorrogação. Como é comum acontecer em prorrogações, o que vimos foi um jogo em ritmo lento nos dois tempos, com chances mais eventuais. Mason Mount teve uma boa chance no início do segundo tempo da prorrogação, exigindo ótima defesa de Sergio Asenjo.

No final da prorrogação, o técnico Thomas Tuchel fez uma coisa incomum: tirou o goleiro Edouard Mendy e colocou Kepa Arrzabalaga. Entrou já faltando um minuto para o final do jogo. Curiosamente, em 2019, na final da Copa da Liga, Maurizio Sarri tentou sacar o goleiro espanhol e colocar em campo Willy Caballero. Kepa se recusou a sair. O Manchester City venceria a disputa nos pênaltis por 4 a 3.

O goleiro Mendy, que foi bem durante o jogo, deixou o gramado aplaudindo o companheiro. Uma situação que aconteceu na Copa do Mundo de 2014. Nas quartas de final do Mundial, o goleiro Tim Krul entrou no lugar de Jasper Cillensen no final da prorrogação contra a Costa Rica. Foi um personagem em campo, foi bem e ajudou a classificar o time à semifinal.

A disputa de pênaltis

Chelsea desperdiça! Nos pênaltis, o Chelsea começou batendo e bateu mal: à meia altura, no canto cruzado. Asenjo defendeu. Chelsea 0x0 Villarreal.

Gol do Villarreal! Gerard Moreno cobrou e marcou, sem problemas. Chelsea 0x1 Villarreal.

Gol do Chelsea! Azpilicueta cobrou bem e marcou, empatando o jogo. Chelsea 1×1 Villarreal.

Perde o Villarreal! Mandi cobrou o segundo e Kepa defendeu. Fez valer a sua entrada pela primeira vez. Chelsea 1×1 Villarreal.

Gol do Chelsea! Marcos Alonso cobrou pelo Chelsea. Ele até escorregou na cobrança, mas marcou. Chelsea 2×1 Villarreal.

Gol do Villarreal! Uma categoria imensa do lateral Pervis Estupiñán, que marcou. Chelsea 2×2 Villarreal.

Gol do Chelsea! Mason Mount cobrou bem e marcou. Chelsea 3×2 Villarreal.

Gol do Villarreal! Moi Gómez cobrou bem, Kepa pulou na bola, mas a cobrança foi perfeita, sem defesa. Chelsea 3×3 Villarreal.

Gol do Chelsea! Jorginho, com cabelo platinado, cobrou com a categoria que lhe é habitual, e marcou. Chelsea 4×3 Villarreal.

Gol do Villarreal! Raba marcou, tirando Kepa até da foto. Chelsea 4×4 Villarreal.

Gol do Chelsea! Pulisic foi para a cobrança e o americano cobrou com calma, categoria e marcou. Chelsea 5×4 Villarreal.

Gol do Villarreal! Foyth foi o cobrador seguinte. O defensor precisava marcar para manter o time vivo. Ele mandou bem para a rede, tirando do goleiro. Chelsea 5×5 Villarreal.

Gol do Chelsea! O zagueiro Rudiger bateu firme e sem chance. Chelsea 6×5 Villarreal.

PERDEU! CHELSEA CAMPEÃO! O capitão Raúl Albiol foi para a cobrança. Kepa apontou o canto esquerdo e o goleiro defendeu no canto oposto ao que ele apontou. Defendeu a cobrança e garantiu o título ao Chelsea. Chelsea 6×5 Villarreal.

O goleiro Mendy foi um dos primeiros a correr a abraçar o companheiro, o que mostra algo legal. O Chelsea conquistava o título, ainda que de menor importância, já começa bem a temporada.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo