Eurocopa 2024

Toque de mão poderia mudar a história da classificação inglesa na Euro

Imagem com possível infração de Saka antes de penalidade máxima foi divulgada nesta quinta-feira (11)

A Inglaterra bateu a Holanda, de virada, por 2 a 1 nesta quarta-feira (10), e avançou para a final da Eurocopa. No entanto, o cenário poderia ser outro, caso o VAR verificasse um possível toque de mão antes do empate inglês.

A Laranja Mecânica abriu um marcador no Signal Iduna Park com um lindo gol anotado por Xavi Simons aos sete minutos do primeiro tempo.

Dez minutos mais tarde, Saka recebeu na área pela direita, e tentou o chute de perna esquerda. A bola bateu na marcação e sobrou para Kane, que dividiu o rebote com Dumfries.

Em um primeiro momento, a arbitragem comandada por Felix Zwayer não marcou nada, mas o VAR interveio e chamou o juiz para rever o lance.

Após revisão, o pênalti foi marcado. O lateral holandês levou cartão amarelo e Harry Kane empatou o jogo. Contudo, antes mesmo da dividida entre o atacante da Inglaterra e Dumfries, a bola tocou no braço de Saka.

Este leve toque não foi considerado pela arbitragem de vídeo no momento da revisão do pênalti, o que beneficiou o time inglês.

Lance polêmico repercute na imprensa internacional

A jogada que culminou na marcação de penalidade máxima sobre Kane é de caráter completamente subjetiva. Saka não tem a intenção de tocar a mão na bola e faz um movimento natural de retomada do corpo após chutar a bola.

Na sequência, Dumfries acerta a bola, sendo chutado por Kane, que tenta ficar com o rebote. Felix Zwayer foi chamado para rever a jogada no VAR, mesmo não vendo falta no momento do lance.

Apesar da dificuldade da análise, a imprensa repercutiu negativamente a atuação da arbitragem na interpretação do lance.

O jornalista Ewan MacKenna criticou a atuação dos responsáveis pelo apito no jogo da Inglaterra por meio do X (antigo Twitter).

— O VAR não só não estava em posição para dizer ao árbitro para olhar para o pênalti de Kane, como também negligenciou o retrocesso de dois segundos para mostrar o toque de mão de Saka. Eu realmente não acho que os profissionais que olham para a TV possam ser tão incompetentes — criticou o jornalista.

Zagueiro assume responsabilidade em lance pró Inglaterra

Após o confronto, Dumfries assumiu a responsabilidade pelo pênalti cometido em Kane. O lateral afirmou que não teve a intenção de fazer falta na área, mas assumiu o risco ao dividir a bola na área com o atacante.

O jogador holandês também afirmou que acabou tocando o atleta adversário, mas fez isso com a parte lateral da chuteira, e não com a sola do calçado.

— Não me sinto culpado, mas me sinto responsável por essa ação. Nós dois chutamos um para o outro e eu acertei com a lateral do pé, não com a sola, mas há contato. Sou homem o suficiente para assumir. Sempre olho para mim e como posso fazer melhor — lamentou Dumfries.

Foto de Lucas de Souza

Lucas de SouzaRedator

Lucas de Souza é jornalista formado pela Universidade São Judas em São Paulo. Possui especialização em Marketing Digital pela Digital House, e passagens pelos sites Futebol na Veia e Futebol Interior.
Botão Voltar ao topo