Eurocopa

Técnico da Dinamarca: “Fomos lembrados do que é mais importante na vida. Estou orgulhoso dos jogadores”.

O médico da seleção dinamarquesa confirmou que Eriksen estava consciente antes de ser transferido ao hospital

Kasper Hjulmand está muito orgulhoso dos seus jogadores. Pouco importa a inesperada derrota para a Finlândia, por 1 a 0, neste sábado, pela primeira rodada da Eurocopa. O treinador da seleção dinamarquesa decidiu valorizar a maneira como os atletas cuidaram de si mesmos durante o assustador colapso de Christian Eriksen.

Líder da Dinamarca, Eriksen desabou no gramado, por volta dos 42 minutos do primeiro tempo. Ele recebeu massagens cardíacas ainda em campo e foi levado a um hospital de Copenhague, nas proximidades do Estádio Parken. A Uefa e a Federação Dinamarquesa informaram que ele está em condição estável e consciente.

Assim que chegou a informação de que Eriksen pelo menos por enquanto não estava mais sob perigo iminente, a Uefa anunciou que, a pedido dos jogadores, a partida seria retomada. Houve relatos de que o próprio Eriksen pediu que os seus companheiros voltassem a campo. A decisão é bastante discutível, mesmo que não tenha sido forçada aos jogadores. Fica difícil não sentir que o calendário da Eurocopa acabou se impondo sobre outras questões.

Segundo o treinador da Dinamarca, Kasper Hjulmand, não houve pressão da Uefa para que a partida fosse disputada neste sábado. Mas, também, o seu time ficou sem muita opção. “Nós tínhamos duas. Os jogadores não conseguiam imaginar não conseguir dormir à noite e ter que entrar no ônibus e voltar aqui no dia seguinte. Honestamente, foi melhor tirar isso da frente. Claro que você não pode jogar com esses sentimentos e o que tentamos fazer foi incrível”, afirmou, de acordo com o Guardian.

A Dinamarca havia dominado o primeiro tempo, mas, no segundo, foi vazada na única finalização da Finlândia em toda a partida. Hojbjerg ainda perdeu um pênalti. “Foi uma noite difícil. Fomos lembrados do que é o mais importante na vida, que é ter relações valiosas. Não poderia estar mais orgulhoso dessas pessoas que cuidaram tão bem de si mesmas em um momento daqueles, em que um dos meus grandes, grandes amigos estava sofrendo”, afirmou.

Morten Boesen, médico da seleção dinamarquesa, confirmou que Christian Eriksen estava consciente antes de ser levado ao hospital, segundo entrevista citada pelo jornal local Tipsbladet, neste domingo.

Boesen não quis entrar em muitos detalhes porque ainda não havia conversado com Eriksen ou com a sua família, mas relatou também que o jogador estava respirando e que conseguiu sentir o seu pulso quando chegou a ele na ponta esquerda do gramado do Estádio Parken.

Mas isso rapidamente mudou. “Como todos viram, começamos a fazer a reanimação cardiorrespiratória. Ele falou comigo antes de ser levado às pressas ao hospital para exames adicionais”, disse.

À Rai Sport, o diretor da Internazionale, Giuseppe Marotta, afirmou que Eriksen enviou uma mensagem ao grupo de WhatsApp do clube italiano. “Estamos otimistas pelas condições de Eriksen. A equipe da Dinamarca nos disse que a situação está sob controle”, afirmou.

A Dinamarca volta a campo na quinta-feira para enfrentar a Bélgica pela segunda rodada da fase de grupos da Eurocopa.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo