Eurocopa

Luis Enrique: “Foi uma noite com gosto meio amargo, mas é preciso aceitar derrotas e vitórias”

Com um elenco ainda muito jovem, Luis Enrique disse que o time pode sair orgulhoso e já mira os próximos desafios, de olho na Copa 2022

A Espanha sai da Euro em alta e um dos responsáveis é o técnico, Luis Enrique. O treinador montou um elenco bastante jovem para o torneio e apesar do início turbulento, conseguiu fazer um jogo duríssimo contra a Itália, que era a favorita. O treinador valorizou muito a campanha na entrevista coletiva depois da derrota nos pênaltis para a Itália, na semifinal da Euro 2020.

“Para mim não é uma noite triste, é uma noite com um gosto meio amargo, mas isso é esporte profissional, é preciso aceitar derrotas e vitórias. Nas quartas de final ficamos muito felizes tendo vencido nos pênaltis. Agora não temos que nos sentir para baixo, precisamos reconhecer que nosso rival também fez coisas boas e parabenizá-los”, disse Luis Enrique.

“Estávamos trabalhando há muito tempo. Sempre pensamos em ser competitivos. Desde o começo, eu disse que estávamos entre os oito favoritos para ganhar esta Euro. Acredito que não me equivoquei. Voltamos para casa tranquilos, sabendo que competimos, que estivemos entre os melhores”.

O técnico Luis Enrique tratou de elogiar um dos jogadores que mais chamou a atenção nesta Euro: Pedri. “Todo mundo prestou atenção no que este garoto de 19 anos fez nesta Euro? O que Pedro conseguiu ninguém nunca tinha visto antes, em Copa, Euro, Olímpiadas ou qualquer coisa. Nem quando Andrés Iniesta surgiu. A maneira como ele executa, a maneira como ele entende o jogo, o uso do espaço, sua qualidade, sua personalidade para jogar este tipo de jogo. Eu nunca tinha visto algo assim. É algo além da lógica”, disse o treinador.

“Se eu quisesse dar uma nota aos meus jogadores, eu diria que nós merecemos um ‘excelente’. Eu acho que todo mundo foi admirável. Eu não tenho arrependimentos, tenho que elogiá-los. É hora de eles descansarem agora”, afirmou Luis Enrique. “Morata tinha um problema de adutor, mas ainda quis cobrar o pênalti e isso diz muito sobre a sua personalidade. Ele foi gigantesco para nós neste torneio”.

“Nós poderíamos ser melhores ou piores com os jogadores que não estão aqui? Quem é que pode dizer isso? Os jogadores que estiverem na sua melhor forma estarão no meu elenco, como sempre. Eu amo competição. Eu gostaria de ir para a Copa do Mundo com um time tão poderoso e impressionante quanto este, mas quem pode falar do futuro”, afirmou, enigmático, o treinador.

“Dani Olmo foi excepcional hoje. Eu queria tirar um jogador do centro da defesa da Itália e Olmo foi capaz de fazer isso. Ele é tão inteligente, tão esperto no seu futuro. Tudo que nos faltou foi finalizar as incríveis chances que criamos. Os jogadores interpretaram perfeitamente o que nos pedimos a eles para fazer”, disse o treinador. “Dani Olmo é um jogador muito importante para nós e eu acho que ele é especial”.

Luis Enrique volta seus olhos para as Eliminatórias da Copa, que voltam a ser disputadas em setembro. Os espanhóis estão no Grupo B, onde lideram com sete pontos depois de três jogos. Na mesma chave estão Suécia, Grécia, Geórgia e Kosovo. O time de Luis Enrique é o grande favorito a conquistar a vaga direta à Copa, que acontece em novembro de 2022.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo