Eurocopa

Governo britânico nega especulação que sediará sozinho a Eurocopa 2021

Em meio à pandemia da COVID-19, que ainda parece longe do fim pelo ritmo lento de vacinação no mundo, surgiram especulações que a UEFA estaria considerando deixar de ter 12 sedes na Eurocopa e concentraria em um só país, que seria o Reino Unido. O governo do país, porém, minimizou e disse que está trabalhando apenas para receber os jogos programados pela fórmula atual e tratou a possibilidade de sediar todo o torneio como especulação.

A edição 2020 da Eurocopa, adiada para 2021, está programada para ter 12 sedes pela primeira vez na história, incluindo até cidades como Baku. A definição sobre isso aconteceu em 2013, quando o então presidente Michel Platini liderou o processo. Havia um contexto: depois da grave crise econômica de 2008, muitas cidades desistiram de sediar grandes eventos, como Olimpíadas, Copa do Mundo ou mesmo Eurocopa. Na época, foi estabelecido um grande plano logístico.

Os grupos estão sorteados desde novembro de 2019, com os times que poderão jogar em casa. A pandemia, porém, criou uma situação impensável em que viagens seriam preocupantes formas de espalhar o vírus. Sem a perspectiva de ter a população vacina até junho, quando o torneio começa, há dúvidas se será possível realizar o torneio, ainda mais com muitos governos com restrições de entrada e saída.

Em outubro de 2020, a Uefa admitiu que a Eurocopa poderia ser disputada em menos que os 12 países. Em janeiro de 2021, Rummenigge revelou que a entidade estava pensando em ter apenas um país sede. Dias depois, a própria Uefa tratou de dizer que a ideia era manter as 12 sedes, uma ideia irresponsável e iludida.

O Reino Unido é um dos países mais atingidos pela pandemia de coronavírus. Foi também o primeiro país a iniciar a vacinação. Até aqui, já vacinou 18 milhões de pessoas com ao menos uma dose do imunizante. O governo planeja vacinar toda a população até o fim de julho. Até por isso, e por ter estádios com infraestruturas prontas e de alto nível, o Reino Unido é considerado um bom candidato para receber o torneio.

“Isso é apenas especulação”, afirmou um porta-voz do Primeiro Ministro, Boris Johnson. “Como o torneio será sediado é uma questão da Uefa. Como eles disseram ontem, eles continuam comprometidos com o atual formato do torneio”. “Nós estamos focados nas partidas que estão agendados para receber no Reino unido, incluindo sete em Wembley e partidas também sendo sediadas no Hampden Park, em Glasgow.

Manter a Eurocopa em 12 sedes é praticamente uma ficção neste momento da pandemia. Os jogadores sequer estão sendo liberados para jogar pelas suas seleções por causa de restrições dos países para viagens ou exigência de quarentena. Ainda há alguns meses pela frente, mas é possível dizer já neste momento que ter público nos estádios é altamente improvável. As viagens serão certamente um problema, já que os jogadores das seleções vêm dos mais diversos países. Assim, parece inevitável ter uma sede única. Embora a Uefa insista que a ideia é manter as 12 sedes, uma mudança certamente é considerada, nem que seja intramuros.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Bloqueador detectado

A Trivela é um site independente e que precisa das receitas dos anúncios. Considere nos apoiar em https://apoia.se/trivela para ser um dos financiadores e considere desligar o seu bloqueador. Agradecemos a compreensão.