Eurocopa

Foi bonito de ver a euforia dos torcedores pela classificação da Dinamarca na Euro 2020

A festa no Estádio Parken foi contagiante, mas rolou também fora das arquibancadas, do início ao fim da segunda-feira

Quando Yussuf Poulsen marcou o segundo gol da Dinamarca contra a Rússia nesta segunda-feira, dentro do Estádio Parken, a chuva de cerveja que veio da arquibancada atrás da meta representava bem o tamanho da euforia entre os torcedores. A oportunidade de receber jogos da Eurocopa em Copenhague é inédita aos dinamarqueses. E se há um fanatismo enorme pelo futebol no país, diferentes razões parecem motivar uma atmosfera ainda mais inflamada: é a recuperação de Christian Eriksen, é a volta à normalidade, é a permissão de dois terços de público nas arquibancadas. Isso sem contar, logicamente, a classificação milagrosa da seleção aos mata-matas da Euro 2020, depois de duas derrotas, mas fazendo por merecer ao atropelar a Rússia por 4 a 1.

Se a realidade do Brasil ainda passa longe de permitir aglomerações, a reabertura da Dinamarca transmite um pouco de esperança sobre como a ciência pode restabelecer a normalidade. O clima de Eurocopa foi tremendo para o duelo contra a Rússia. Os torcedores fizeram grandes caminhadas até o Estádio Parken e coloriram as arquibancadas de vermelho, criando um ambiente fervoroso para o jogo decisivo. Até parecia que as tribunas estavam lotadas, mesmo ainda com um terço de lugares vazios. E se não cabia todo mundo por lá, houve até uma concentração de torcedores em Copenhague para ver o jogo no telão. Depois, nas ruas da cidade, todo mundo pôde festejar junto enlouquecidamente.

Uma união forte ao redor da Dinamarca parece clara. E isso ficaria evidente também graças ao time. Após o apito final contra a Rússia, jogadores e comissão técnica se abraçaram no centro do gramado para acompanhar os instantes finais da derrota da Finlândia, que garantiu a classificação dos dinamarqueses. Então, a comemoração desatou de vez, com atletas e torcedores fazendo a festa entre si. Cenas que marcam ainda mais essa bonita história. Se as chances de viver um verão tão vitorioso como aquele de 1992 parecem pequenas, não dá para duvidar que os alvirrubros poderão escrever uma história tão calorosa quanto 29 anos depois.

O futebol não deixou de ser legal com portões fechados, embora estivesse claro que faltava alguma coisa. Porém, ele é realmente apaixonante com essa comunhão de tanta gente e com uma alegria que se transmite de longe – pelos sons, pelas cores, pela vibração que vai além da tela. É ainda mais contagiante saber disso quando há uma história bonita por trás, e que deixa no passado momentos de angústia. O futebol está verdadeiramente de volta com esta Euro 2020.

Abaixo, uma coleção de vídeos da torcida da Dinamarca nesta segunda:

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo