Eurocopa

As torcidas de Islândia e Hungria se uniram para proporcionar uma cena fantástica em Marselha

Marselha é uma cidade que respira futebol de maneira especial. O Olympique representa muito mais do que apenas um clube. É uma paixão, uma religião, a melhor maneira de representar uma das regiões com identidade mais arraigada do país. Assim, o Vélodrome se tornou um palco único da Eurocopa neste sábado. O tradicional estádio marselhês recebeu duas das torcidas mais fantásticas da competição. E, depois de proporcionarem cenas marcantes na estreia, Islândia e Hungria se uniram para criar um ambiente inigualável.

VEJA TAMBÉM: Empate no fim foi cruel castigo à Islândia e prêmio à insistência da Hungria

Parte da torcida islandesa chegou em grande estilo em Marselha. Afinal, o último voo do Ed Force One, o avião oficial da banda inglesa Iron Maiden, foi justamente para levar 350 nórdicos até o sul da França neste sábado. Já nas ruas da cidade, o vermelho predominava. Cerca de 30 mil húngaros fizeram um cortejo para festejar a seleção nacional, unindo grupos de ultras de diferentes clubes locais.

E, por mais que o jogo tivesse o seu peso para a fase de grupos, islandeses e húngaros demonstraram um respeito mútuo durante os 15 minutos do primeiro tempo. Juntos, realizaram um gesto característico entre as duas torcidas, misturando urros e palmas. De arrepiar. Pena que, em campo, os dois times não tenham feito jus à festa. Em vários momentos, valeu mais ficar de olho nas arquibancadas. Infelizmente, nem tudo foi positivo, com confusões registradas entre os húngaros e a polícia.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo