EuropaLiga Europa

As camisas pesadas vão entortar ainda mais o varal nas oitavas da Liga Europa

São 31 conquistas europeias, entre Liga dos Campeões, Liga Europa / Copa da Uefa e Recopa Europeia. De todos os 16 classificados às oitavas de final da Liga Europa, 12 já disputaram ao menos uma decisão continental, enquanto 10 possuem troféus europeus em seu museu. Um currículo invejável, e que demonstra a força da competição nesta temporada. Os mata-matas se afunilam com um número considerável de favoritos. E a promessa de vários confrontos de peso nas próximas semanas.

VEJA TAMBÉM: Um novato e um prodígio transformaram a tragédia do United na Liga Europa em goleada

Graças ao Manchester United, os confrontos dos 16-avos de final terminaram sem grandes zebras. Os clubes de maior tradição avançaram na maior parte dos duelos. E, ainda que alguns gigantes tenham ficado pelo caminho (como o Napoli, o Porto, o Schalke 04, o Olympique de Marseille e o Sporting) não dá para reclamar muito dos remanescentes da Liga Europa. O nível permanece elevadíssimo. E ainda há razoável diversidade de países. Sempre favorita, a Espanha tem quatro representantes, enquanto a Inglaterra tem três e a Alemanha tem dois. Já os outros sete sobreviventes vêm de sete ligas diferentes.

Obviamente, a chance de uma conquista continental pesa para a maioria. Mas a Liga Europa também pode representar a alguns a grande esperança de se classificar à Champions 2016/17 – sobretudo os ingleses e os espanhóis, à exceção do Villarreal. Ou mesmo a oportunidade de reviver um pouco das glórias do passado, que não se repetem com tanta frequência. Avançar na competição eliminando um grande time significa alimentar a própria honra em uma campanha que pode ser histórica.

Nesta sexta, acontece o sorteio das oitavas de final. É claro, alguns clubes são mais digeríveis do que outros, como Sparta Praga ou Braga. De qualquer maneira, o cenário que se desenha é tão ou mais interessante que o da atual fase da Liga dos Campeões. A quantidade de craques pode não ser a mesma, mas a tradição e a história chegam a níveis parecidos, como nem sempre acontece na Liga Europa. Valorizam o título desse ano mais do que de costume.

Abaixo, os 16 classificados e os resultados nestes mata-matas:

Valencia – 6×0 na Espanha e 4×0 na Áustria contra o Rapid Viena
Tottenham – 1×1 na Itália e 3×0 na Inglaterra contra a Fiorentina
Borussia Dortmund – 2×0 na Alemanha e 1×0 em Portugal contra o Porto
Fenerbahçe – 2×0 na Turquia e 1×1 na Rússia contra o Lokomotiv Moscou
Anderlecht – 1×0 na Bélgica e 0x1 na Grécia (2×1 na prorrogação) contra o Olympiacos
Manchester United – 1×2 na Dinamarca e 5×1 na Inglaterra contra o Midtjylland
Liverpool – 0x0 na Alemanha e 1×0 na Inglaterra contra o Augsburg
Lazio – 1×1 na Turquia e 3×1 na Itália contra o Galatasaray
Braga – 2×1 na Suíça e 2×2 em Portugal contra o Sion
Shakhtar Donetsk – 0x0 na Ucrânia e 3×0 na Alemanha contra o Schalke 04
Athletic Bilbao – 1×0 na França e 1×1 na Espanha contra o Olympique de Marseille
Sevilla – 3×0 na Espanha e 0x1 na Noruega contra o Molde
Bayer Leverkusen – 1×0 em Portugal e 3×1 na Alemanha contra o Sporting
Villarreal – 1×0 na Espanha e 1×1 na Itália contra o Napoli
Basel – 2×3 na França e 2×1 na Suíça contra o Saint-Étienne
Sparta Praga – 1×0 na República Tcheca e 3×0 na Rússia contra o Krasnodar

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo