La Liga

Dois meses e duas vitórias: Sevilla demite Diego Alonso após mais um vexame, desta vez na La Liga

Derrota desastrosa para o Getafe por 3 a 0, pela La Liga, definiu a demissão de Diego Alonso, que caiu na Champions e ficou fora até da Liga Europa

A crise do Sevilla ganhou mais um capítulo neste sábado (16). A derrota desastrosa para o Getafe por 3 a 0, em casa, foi a gota d'água para por ao fim a passagem de Diego Alonso. A situação se tornou insustentável, principalmente depois que o clube se despediu da Champions League na última semana. A diretoria já trabalha para substituir o treinador, e um novo nome deve ser anunciado nos próximos dias.

O Sevilla FC anuncia que demitiu Diego Alonso do cargo de treinador encarnado. O clube agradece ao treinador uruguaio pelos seus serviços e deseja boa sorte no futuro – informou o clube em nota oficial. 

O técnico uruguaio sai com um aproveitamento tenebroso de cinco pontos conquistados em 24 disputados – e sem ter vencido uma única partida na La Liga. Alonso dirigiu o time em três competições (La Liga, Champions League e Copa do Rei) e só conseguiu ganhar dois jogos, diante dos quase amadores Quintanar e Astorga, pela copa nacional.

O diretor de futebol, Víctor Orta, comunicou a demissão à imprensa, em pronunciamento sem perguntas, após a derrota pela 17ª rodada do Campeonato Espanhol.

– Aconteceram muitas coisas que não estiveram de acordo com o trabalho, e o trabalho também não esteve de acordo com os resultados (esperados). Diego Alonso trabalhou com extrema honestidade, mas os resultados não foram alcançados e o futebol só entende essa linguagem. Nós agradecemos. No futebol, às vezes a qualidade do trabalho não vale a pena, é preciso buscar a reação, que é função do treinador – afirmou o cartola.

– O treinador e seus auxiliares sempre foram humildes, mas não conseguiram reverter a situação e hoje não foi melhor (do que antes). A equipe treinará amanhã à tarde, e procuraremos um substituto o mais rápido possível. Espero que possamos anunciar um novo treinador amanhã ou depois de amanhã – completou Orta.

Segundo o jornal Às, da Espanha, o Sevilla já mantém contato com alguns treinadores. Quique Sánchez e Javi Gracia foram sondados, de acordo com informações do periódico. Porém, até que um novo nome seja anunciado, quem assume interinamente é o técnico da equipe B (Sevilla Atlético Club), Jesús Galván. Neste domingo, ele ainda disputa a rodada da terceira divisão do espanhol.

Passagem sofrida de Diego Alonso pelo Sevilla

Assim que José Luis Mendilibar foi demitido, três meses após renovar seu contrato para esta temporada, os dirigentes do Sevilla agiram rápido e escolheram Diego Alonso como novo técnico. Alonso chegou em outubro e, desde então, não conseguiu vencer sequer um jogo pela La Liga. Na competição nacional, ele somou cinco empates e duas derrota.

Além disso, sob o comando do uruguaio, os Blanquirrojos perderam duas vezes para o Arsenal na Champions Legue, competição da qual foram eliminados, ocupando a lanterna do Grupo B.

As únicas duas vitórias de Diego Alonso no Sevilla aconteceram na Copa do Rei. Na primeira rodada do torneio de mata-mata, a equipe do uruguaio bateu o Quintanar por 3 a 0. Já segunda, o time superou o Atlético Astorga e garantiu vaga na terceira fase.

Agora, o Sevilla amarga 16ª posição da La Liga, com apenas 13 pontos em 15 rodadas. Aliás, a pontuação da equipe é a mesma do Cádiz, primeiro na zona de rebaixamento. O que diferencia as equipes é o saldo de gols na competição.

Foto de Livia Camillo

Livia Camillo

Formada em jornalismo pelo Centro Universitário FIAM-FAAM, escreve sobre futebol há cinco anos e também fala sobre games e cultura pop por aí. Antes, passou por Terra, UOL, Riot Games Brasil e por agências de assessoria de imprensa e criação de conteúdo online.
Botão Voltar ao topo