La Liga

Cria de La Masía, Eric García volta ao Barcelona depois de não ter espaço no Manchester City

Contratado pelo Manchester City aos 17 anos, o zagueiro não conseguiu ter espaço no clube inglês e retorna, sem custos, ao seu clube formador, o Barcelona

O Barcelona anunciou nesta terça-feira a contratação de Eric García, zagueiro que estava no Manchester City. Convocado para a Eurocopa pela Espanha, o zagueiro retorna ao seu clube de formação, três anos depois de ter se transferido para a Inglaterra ainda nas categorias de base. Seu contrato será de cinco anos, até 2025/26, com cláusula de rescisão de € 400 milhões.

Eric García se transferiu para o Manchester City em 2017, quando foi atraído não só pela fora financeira do clube inglês, mas por ter como técnico Pep Guardiola. “Naquele momento talvez não se confiava tanto nas categorias de base como hoje em dia. Me ofereceram um bom projeto esportivo em Manchester e estou contente de como foi lá e me fez voltar para onde eu queria estar, que é aqui”, disse o zagueiro em sua apresentação.

No Manchester City, Eric García jogou pouco. Nesta temporada, 2020/21, fez apenas 12 jogos, com 858 minutos em campo (média de 71,5 minutos por partida). Foram três jogos pela Champions League, todos na fase de grupos, seis pela Premier League, dois pela Copa da Inglaterra e um pela Copa da liga. No total, fez 35 jogos pelo Manchester City em todo o tempo que passou por lá. Jogou também pelo time sub-18 e sub-23, além de ter jogador a Champions League sub-19. Esteve no elenco do time azul celeste até a final da Champions League, no último sábado.

Perguntado sobre o que aprendeu com Guardiola, ele foi sucinto, mas elogiou o técnico. “Nem é preciso dizer que ele é um excelente treinador. Eu aprendi muito com ele. Ele trabalha muito na tática com os jogadores e isso o torna bem-sucedido onde quer que vá”, disse García.

“Desde que decidi não renovar com o City, tive que esperar um ano. Mas eu queria estar aqui. Por isso agradeço o esforço. Eu esperei tudo o que era necessário. O importante é que já sou jogador do Barça e só olho o que pode acontecer”, declarou ainda o jogador.

“Jogar no Barça implica alguns valores e os que passamos muito tempo aqui sabemos quais são. Os de fora também sabe para onde estão vindo. E isso faz o clube crescer. É uma competência que é boa para o clube, porque cada um tem que dar o seu melhor nível”, disse o zagueiro sobre o que é estar no Barcelona.

O jogador deu respostas que foram interpretadas como alfinetadas em Gerard Piqué, que jogou pelo Manchester United, rival do City na cidade inglesa. Perguntado se a comparação com Piqué incomodava, ele respondeu com tranquilidade. “Sempre disse que eu gosto quando me comparam com Piqué, mas não temos ponto de comparação. Ele foi o melhor zagueiro dos últimos 10 anos e tê-lo como companheiro será uma alegria e também uma exigência porque você sabe que compete com o melhor”, declarou.

Além de Eric García e do veterano Gerard Piqué, o Barcelona conta ainda com Ronald Araújo e Óscar Mingüeza, todos formados nas categorias de base.


Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Bloqueador de anúncios? Aí é falta desleal =/

A Trivela é um site independente, que precisa das receitas dos anúncios. Desligue o seu bloqueador para podermos continuar oferecendo conteúdo de qualidade de graça e mantendo nossas receitas. Considere também nos apoiar pelo link "Apoie" no menu superior. Muito obrigado!