Copa do Rei

Lopetegui, técnico do Sevilla: “Sinceramente, a justiça não serve absolutamente para nada”

Insatisfeito por ter que jogar, Lopetegui parabenizou o Betis e reclamou da forma como as coisas aconteceram no clássico

Betis e Sevilla é sempre um clássico quente, mas o que aconteceu no sábado foi além de qualquer limite. O jogo teve que ser interrompido aos 39 minutos do primeiro tempo, quando o Betis tinha acabado de empatar a partida em 1 a 1, porque a torcida atirou um objeto em campo que acertou a cabeça de Joan Jordán, jogador do Sevilla. O jogo foi retomado neste domingo e o Betis venceu por 2 a 1. O técnico do Sevilla, Julen Lopetegui, estava muito insatisfeito em jogar sem o jogador que acabou agredido e considerou a situação injusta.

“Em primeiro lugar, dar os parabéns ao Betis, em segundo, que a loucura e o ato de vandalismo não representam a torcida do Betis. Em terceiro, neste país temos a pele muito fina e aqui culpar quem é vítima é habitual em todo tipo de violência, com a de gênero e tudo mais”, disse.

“Juan Jordán chegou ao hospital com pressão em 16×13 e com traumatismo. Que companheiros de profissão duvidem dele… Não dá. É similar a quem diz que a mulher usava minissaia quando foi estuprada”, continuou o técnico. “O agredido é prejudicado porque não pôde jogar hoje. Sinceramente, a justiça não serve para absolutamente nada”.

“Podíamos não ter jogado, nós teríamos razão, mas não fizemos isso. Jogamos uma partida equilibrada, com muitas baixas e enfrentamos com a melhor das atitudes. Eles aproveitaram a chance que tiveram, nós não. Se não entramos em campo, estamos eliminados e seríamos eliminados das Copas seguintes. É isso que acontece”, explicou Lopetegui.

“Estamos tristes, tínhamos expectativas de seguir na Copa, futebolisticamente foi uma partida equilibrada. Fora do futebol, lamentar o ato violento de ontem, desprezível, lamentável, a agressão a Joan Jordán. Mas foi o agredido que não pôde estar”.

“Tivemos oportunidades para causar problemas a eles. Não faltou precisão no último passe. Eles tiveram a primeira chance quase sem ter chance alguma e marcaram. Hoje é um dia triste, temos que engolir o veneno e fazer a digestão, melhor pensar na próxima partida”.

Como está sendo disputado em jogo único, o duelo definiu o Betis nas quartas de final e eliminou o Sevilla. O time de Lopetegui voltará a entrar em campo no próximo dia 19, quarta-feira, contra o Valencia, por La Liga. O Sevilla é atualmente o segundo colocado na tabela, com cinco pontos a menos que o líder Real Madrid. O Betis, rival local, está em terceiro lugar, 10 pontos atrás do Sevilla.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo