Concacaf

Clube mexicano alerta: quem for tietar Messi pode ser banido e até preso

Fora do jogo de ida das quartas de final da Concachampions, Messi é a grande atração da partida de volta entre Monterrey x Inter Miami

Na noite desta quarta-feira (10), Monterrey x Inter Miami se enfrentam no Estadio BBVA, em jogo válido pela volta das quartas de final da Concachampions. Mais do que o caráter decisivo, a partida ganhou um ingrediente para lá de especial: a presença de Lionel Messi. Fora do primeiro embate entre os times por conta de lesão, o craque argentino está recuperado e reforça o clube da Flórida, que foi derrotado na ida por 2 a 1.

Com a presença de Messi confirmada, o Monterrey, mandante da partida, publicou, em suas redes sociais, um guia com recomendações tradicionais aos seus torcedores. Chegar cedo ao estádio, usar a camisa do time e não esquecer o ingresso estão entre os conselhos do clube anfitrião. No fim do comunicado, porém, um aviso especial que, mesmo sem citar Messi, soa como um alerta aos fãs do camisa 10 que estarão presentes no local: “Toda pessoa que entrar em campo será presa”.

Em uma nova postagem, o Monterrey reforça o risco de invasão ao gramado e cita a punição prevista para casos como esse: “Toda pessoa que entrar no campo de jogo de forma ilegal será presa e expulsa de todos os estádios do Campeonato Mexicano”, informou o clube mexicano.

Messi x Monterrey já pegou fogo no jogo de ida

Como citado, Messi esteve lesionado nas últimas semanas e, por isso, não entrou em campo na partida de ida entre Inter Miami x Monterrey. Na Flórida, os mexicanos venceram por 2 a 1 e agora jogam pelo empate no Estadio BBVA. Mesmo sem participar do duelo dentro das quatro linhas, o craque argentino foi protagonista após o apito final. Além de protestar fortemente contra o árbitro Walter Lopez nos vestiários do Lockhart Stadium, Messi entrou em conflito com o auxiliar técnico do Monterrey, Nico Sánchez.

Também argentino, Nico Sánchez reclamou de ter sido impedido pelo segurança particular de Messi de se aproximar do ídolo para pedir uma foto. Posteriormente, o auxiliar acusou o próprio camisa 10 do Inter Miami de ofendê-lo: “Colocou o punho no meu rosto e disse: ‘Quem você pensa que é'”.

Em áudio vazado pela imprensa argentina, Nico Sánchez detonou os compatriotas Messi e Tata Martino, técnico do Inter Miami, após o jogo de ida. Na gravação, Nico chama o campeão do mundo de “anão” e se refere ao treinador como um “idiota”.

Técnico do Monterrey não poupa elogios a Messi

Em coletiva de imprensa na prévia da partida pela Concachampions, Fernando Ortiz, técnico do Monterrey, exaltou a grandeza e genialidade de Messi. Apesar dos elogios e de todo respeito demonstrado ao oito vezes bola de ouro, o treinador (também argentino) destacou a força de sua equipe atuando em casa e adotou tom otimista para o embate decisivo.

— É um jogador indecifrável. Ele enfrentou os melhores treinadores do mundo e nenhum deles encontrou solução na marcação de Leo (Messi). É uma coisa que eu disse e repito, é indecifrável o que ele faz com a bola -, disse Fernando antes de enaltecer o poderio do Monterrey em solo mexicano:

— Somos o Monterrey, estamos em casa e com o nosso povo, que Messi se preocupe conosco. É uma sorte estar em campo com o melhor jogador do mundo e desfrutar disso (…) Já disse e repito. Jogar este tipo de jogo contra os melhores do mundo é uma satisfação muito grande e eles têm que saber disso, mas quando o jogo começar, o melhor jogador do mundo se torna mais um em relação ao respeito que deve ser dado a ele.

Foto de Guilherme Calvano

Guilherme Calvano

Apaixonado por futebol, uniu o amor pelo esporte mais popular do mundo ao jornalismo. Carioca da gema e grande entusiasta da Premier League, cobriu o Flamengo no Coluna do Fla e o Chelsea no Blues of Stamford. Na música, vai de Post Malone a Armandinho. Eclético assim como na área técnica. Afinal, Guardiola e Mourinho são suas referências.
Botão Voltar ao topo