Brasil

Um mês e 12 mil km depois, Vasco volta a jogar em São Januário, neste domingo, valendo a classificação no Carioca

A partida contra a Portuguesa, neste domingo, pelo Carioca, vai marcar a volta do Vasco a São Januário depois de mais de um mês longe, com partidas em cinco estados diferentes

O Vasco, enfim, vai voltar a jogar em São Januário. Depois de mais de um mês longe de casa, com mais de 12 mil km viajados pelo Brasil, o Cruz-Maltino enfrenta a Portuguesa, neste domingo (3), às 18h10 (horário de Brasília), pela última rodada da Taça Guanabara. A partida vale a classificação para as semifinais do Campeonato Carioca e será apenas o terceiro jogo do clube na Colina nesta temporada.

O último jogo do Vasco em São Januário foi a vitória por 2 a 0 sobre o Madureira, no dia 25 de janeiro, pela terceira rodada da Taça Guanabara. Aquela partida ficou marcada como a estreia do elenco principal do Cruz-Maltino na temporada. Ainda tenha utilizado um time misto, foi o primeiro duelo oficial do grupo principal, sob o comando do técnico Ramón Diaz, depois da pré-temporada no Uruguai.

Desde então, mesmo quando foi mandante, o Vasco não jogou mais em São Januário. Foram três jogos com mando do clube: o clássico com o Flamengo, no Maracanã, a vitória sobre o Audax, na Arena da Amazônia, em Manaus, e o triunfo sobre o Volta Redonda, na última semana, no Estádio Kleber Andrade, em Cariacica, no Espírito Santo.

Neste período sem jogos em São Januário ainda neste começo de temporada, o Vasco também teve que ir para longe em jogos como visitante. No total, somando as partidas como mandante, o Cruz-Maltino visitou quatro estados e o Distrito Federal neste mês longe da Colina Histórica, sendo quatro jogos pelo Campeonato Carioca e um pela Copa do Brasil.

Como visitante, o Vasco jogou contra o Bangu no Mané Garrincha, em Brasília (DF), contra o Nova Iguaçu, no Parque dos Sabiás, em Uberlândia (MG), e contra o Marcílio Dias, na última terça-feira (27), em Itajaí (SC). Foram, no total, 12.054 km percorridos nestas cinco viagens que o clube fez para fora do Rio de Janeiro neste período longe de São Januário.

Com os jogos fora de casa, inclusive como visitante, o Vasco reforçou a sua vocação de time nacional. O Cruz-Maltino encheu a Arena da Amazônia e o Kleber Andrade e teve bons públicos em Brasília e Uberlândia. Contra o Marcílio Dias, em Itajaí, os vascaínos lotaram o setor visitante do Estádio Dr. Hercílio Luz.

São Januário passou por mudanças neste período

Sem jogos, o Vasco aproveitou o período para fazer reparos em São Januário. Desde o começo do ano, o clube, com verbas da SAF, tem feito reformas pontuais no estádio. A principal delas que o torcedor já vai ver neste domingo é a pintura dos muros dos local. O clube fez a pintura nas cores cinza e preto, com as cruzes espalhadas pelo muro em vermelho.

E, como não poderia deixar de ser, a torcida do Vasco vai fazer uma grande festa neste reencontro com São Januário. Os ingressos para a partida contra a Portuguesa foram esgotados na última quinta-feira (29). Foram cerca de 20 mil entradas vendidas.

Vasco pode entrar em campo já classificado

Apesar da briga com o Botafogo por uma vaga na semifinal do Campeonato Carioca, o Vasco pode entrar em campo já classificado. Atualmente, o time é o quarto colocado da Taça Guanabara, com 19 pontos. O Botafogo é o quinto, com 17. O Glorioso entra em campo às 16h (horário de Brasília), contra o Fluminense, no Maracanã. Assim, caso o alvinegro, que deve utilizar um time alternativo, não vença a sua partida, o Vasco já entra em campo, às 18h10, garantido na semifinal do Estadual.

Por outro lado, se o Botafogo vencer o Fluminense, o Vasco será obrigado a vencer a Portuguesa para chegar na semifinal do Carioca. Caso Botafogo e Vasco empatem em número de ponto, o Glorioso passaria o Cruz-Maltino no número de vitórias.

Foto de Gabriel Rodrigues

Gabriel Rodrigues

Gabriel Rodrigues é jornalista formado pela UFF e soma passagens como repórter e editor de Lance!, Esporte News Mundo e Jogada10.
Botão Voltar ao topo