Brasil

Com elogios ao projeto do clube e a Alexandre Mattos, Vasco apresenta pacotão de reforços em São Januário

Nesta terça-feira, em São Januário, o Vasco apresentou o goleiro Keiller, o volante Pablo Galdames, o lateral-esquerdo Victor Luís e o atacante Adson

O Vasco apresentou um “pacotão” de reforços para 2024 nesta terça-feira. Durante esta tarde, em São Januário, quatro novos jogadores – um deles, nem tão novo assim – concederam as suas primeiras entrevista coletivas como jogadores vascaínos. Os atletas, inclusive, precisaram ser divididos em duplas para poderem falar com a imprensa. Primeiro, vieram o atacante Adson, que inclusive já estreou pelo clube, e o lateral-esquerdo Victor Luís. Depois, o goleiro Keiller e o volante Pablo Galdames. Todos foram apresentado pelo diretor de futebol Alexandre Mattos, que aproveitou o momento para falar sobre o momento do clube e revelou problemas na relação com a 777 Partners, dona da SAF vascaína.

Em comum entre as coletivas dos quatro jogadores, os elogios ao projeto apresentado pelo Vasco de reconstrução do clube e trabalho de médio a longo prazo na busca por títulos. Adson, que já está no Cruz-Maltino há cerca de duas semanas e, inclusive, estreou com a camisa vascaína no empate com o Flamengo, no último domingo, pelo Campeonato Carioca, destacou a ligação de Alexandre Mattos para aceitar a oferta do Vasco.

– Quero dizer que estou muito feliz de vestir essa camisa. Acho que todo jogador sonha em ir para a Europa, fui para a França, tive uma grande experiência lá. O Alexandre me ligou, me mostrou o projeto do Vasco, que vinha muito potencial no meu futebol. Foi isso que brilhou nos meus olhos. Sei da grandeza do Vasco, sei que fizer um bom trabalho aqui vou ficar marcado na história do Vasco – afirmou Adson, em coletiva.

Quem também recebeu um “chamado” especial de Alexandre Mattos foi o lateral-esquerdo Victor Luís, que estava no Coritiba. Os dois trabalharam juntos no Palmeiras e conquistaram títulos importantes pelo Verdão.

– Estou extremamente feliz de vestir essa camisa, feliz por poder viver esse ambiente novamente. Não só ouvi dele (Alexandre Mattos) como pude conviver com os projetos dele. Hoje o Palmeiras é o que é porque ele reformulou tudo lá dentro. Vivi as duas épocas lá dentro, sei o que foi o projeto dele. Hoje o Palmeiras tem que dar muito valor a isso. Creio que aqui vai ser da mesma maneira, o grupo é muito trabalhador, tem muita qualidade. Vim de olhos fechados e coração muito aberto com a vontade de vencer novamente – disse Victor Luís.

Pablo Galdames e Keiller também foram apresentados pelo Vasco nesta terça (Foto: Leandro Amorim/Vasco)

Keiller e Victor Luís sem medo da reserva

Dos quatro reforços apresentados, o goleiro Keiller e o lateral-esquerdo Victor Luís são os que chegam na condição “encorpar o elenco” e dar mais qualidade ao banco de reservas. Léo Jardim e Lucas Piton são, respectivamente, titulares absolutos das posições dos novos jogadores do Vasco. Em recente entrevista, o auxiliar técnico Emiliano Diaz afirmou que Jardim é o “melhor goleiro do Brasil”.

Mas isso não assusta Keiller e nem Victor Luís. Os dois elogiaram os titulares das suas posições, mas reforçaram que também vão brigar pelos seus espaços no time do técnico Ramón Diaz.

– Sinceramente, acho que o que forma um grupo forte é a concorrência diária entre os jogadores. Costumo falar que quem tem um não tem nenhum. Eu vim aqui para tentar ajudar o grupo da melhor maneira. O Piton é um excelente jogador, vem mostrando isso. E eu vou tentar conquistar meu espaço no grupo a cada dia com muita vontade, com liderança, ajudando meus companheiros. Creio que todos nós vamos poder nos ajudar. Vou lutar pelo meu espaço também – disse Victor Luís.

– O protagonismo que o Léo assumiu na equipe é fruto de um trabalho dele, muito claro isso vendo de fora também. Eu venho para ajudar no dia a dia, somar na qualidade do elenco. Tenho minhas virtudes, acho que posso somar tanto dentro quanto fora de campo. Venho buscar meu espaço e viver uma nova cultura também, eu precisava viver um novo ciclo, encerrar o ciclo de 15 anos que tive no meu antigo clube. Venho com a maior motivação e disposto a ajudar a equipe nesse campeonato – afirmou Keiller sobre a disputa com Léo Jardim.

Keiller fala sobre desejo antigo do Vasco

Esta não foi a primeira vez em que o Vasco tentou a contratação de Keiller. No começo de 2023, antes mesmo da chegada de Léo Jardim, o então diretor de futebol Paulo Bracks tentou a contratação do goleiro. Os dois já haviam trabalhados juntos no Internacional. A ideia, inclusive, era para Keiller ser a principal opção no gol do Vasco na última temporada. No entanto, as negociações não avançaram, apesar da insistência de Paulo Bracks. Léo Jardim acabou contratado e logo assumiu a posição de titular.

Enquanto isso, Keiller seguiu no Inter, renovou o contrato com o clube, que agora é válido até 2026, e começou o último ano como titular. No entanto, perdeu espaço com a chegada de Rochet na janela do meio de 2023. Nesta terça, Keiller relembrou a negociação com o Cruz-Maltino e revelou que o acordo não foi fechado por decisão do Inter.

– Teve uma negociação no início de 2022 (na verdade, 2023). O Vasco sempre teve o sinal verde do meu lado, acabou não dando certo entre os clubes. O Inter não achou vantagem naquele momento e eu fiquei lá. Tive a oportunidade agora de novo e fiz todo o possível para estar aqui. Venho muito motivado. Não deixei essa segunda oportunidade passar, porque sei o tamanho da camisa do Vasco, sei a torcida de massa que tem e sei que tem que brigar por grandes coisas, estou aqui por isso – afirmou Keiller, que também falou sobre a sua saída do Colorado.

– O clube lá (Inter) não vive um momento muito fácil em questões externa e interna. A torcida um pouco aflita com o rendimento da equipe. A expectativa era alta em 2023 e realmente não iniciamos bem, oscilamos no Campeonato Gaúcho. No decorrer do ano, o professor fez mudanças e acabei saindo do time. Sempre continuei buscando meu espaço, vi que também o Inter fez movimentos no mercado por jogadores para compor o elenco e, também por isso, decidi que teria que encerrar meu ciclo e buscar novos ares – completou o goleiro.

Galdames fala sobre importância de Medel no acerto com o Vasco

O chileno Pablo Galdames, de 27 anos, foi mais um jogador apresentado pelo Vasco nesta terça-feira. O volante, que estava no Genoa, da Itália, clube que também pertence a 777 Partners, revelou que o zagueiro Medel teve um papel fundamental no seu acerto com o Cruz-Maltino.

– Gary (Medel) foi o primeiro a saber quando recebi o contato do Vasco, foi a primeira pessoa que eu perguntei como era. E ele disse para vir, que era um clube fantástico, com muita história, com uma torcida gigante. Quando falei com ele, veio essa sensação dentro de mim de querer vir, de querer ajudar esse grupo de jogadores. Acho que foi uma decisão acertada. Vi no fim de semana como a equipe jogou, tenho visto no dia a dia nos treinos. Estou muito contente por estar aqui – afirmou o volante.

Galdamer elogiou muito a torcida do Vasco após acompanhar o clássico com o Flamengo, no Maracanã (Foto: Leandro Amorim/Vasco)

Galdames já está no Rio desde a última sexta-feira. No domingo, ele esteve no Maracanã e acompanhou o empate em 0 a 0 com o Flamengo, pelo Campeonato Carioca. E o chileno foi só elogios a torcida do Vasco.

– Foi uma sensação muito linda, tal qual o Gary (Medel) havia me falado. Ele disse que era a melhor torcida do mundo e é efetivamente emocionante, arrepia ver os torcedores cantando o jogo inteiro, ainda mais numa partida tão importante como essa. Estou muito contente e vou tentar representá-los da melhor maneira dentro de campo – afirmou Galdames.

Foto de Gabriel Rodrigues

Gabriel Rodrigues

Gabriel Rodrigues é jornalista formado pela UFF e soma passagens como repórter e editor do Lance!, Esporte News Mundo e Jogada10.
Botão Voltar ao topo