Brasileirão Série B

Após polêmica e multa no Santos, Patati também é escanteado dos treinos

Atacante de 20 anos reclamou nas redes sociais por precisar viajar seis horas de ônibus

Depois de ser multado por se queixar de uma longa viagem de ônibus, o atacante Weslley Patati perdeu espaço no Santos.

De acordo com as informações levantadas pela Trivela, apesar de permanecer no elenco, o jogador de 20 anos não tem sido utilizado com a mesma intensidade nos treinamentos e feito trabalhos à parte com o zagueiro João Basso e os meio-campistas Nonato e Cazares.

Todos são atletas que não têm recebido oportunidades nos últimos compromissos da Série B do Campeonato Brasileiro.

Ainda conforme o apurado pela Trivela, Patati, por determinação da diretoria, só tem treinado com o restante do grupo quando há a necessidade de completar algum time durante as atividades. Durante os trabalhos táticos, por exemplo, o jovem não tem participado.

Qual foi a queixa de Weslley Patati?

Depois da derrota para o Botafogo-SP, por 1 a 0, em Londrina, Patati usou as redes sociais para reclamar da viagem de volta, para Catanduva, onde o Alvinegro se prepararia para encarar o Novorizontino, que foi feita de ônibus.

Na oportunidade, o atacante compartilhou uma foto no veículo e escreveu: “6 horinhas de ônibus agora“.

A reclamação incomodou a torcida e a diretoria, que decidiu aplicar uma multa de 10% nos vencimentos do atleta.

‘Isolamento' de Patati desagrada parte do elenco

Muito querido pelos companheiros de elenco, Patati viu alguns jogadores se incomodarem com o tratamento que tem sido dado ao atleta.

Na visão de muitos, a aplicação da multa e a exposição do caso, que foi comentado em entrevista coletiva pelo executivo de futebol do Santos, Alexandre Gallo, estavam de bom tamanho como ações disciplinares.

— Essa questão do Patati… fui acordado com a notícia. Ele foi multado em 10% do salário. Foi comunicado. No ano passado, tivemos jogadores que também foram multados por desonrarem a camisa do Santos. Nós sempre tentamos fazer a melhor logística possível. O que é preciso entender: nós vivemos a Série B. Esse tipo de situação vai acontecer. Nosso ônibus é confortável. Tem todas as condições possíveis. Precisamos entender que, por exemplo, para chegar em Ponta Grossa na sexta vamos ter um deslocamento de duas horas e meia de Curitiba. Eles sabem de tudo isso. Foi uma infelicidade do Patati, conversei com seu agente – disse Gallo após a polêmica publicação.

Patati em campo contra o Fortaleza
Patati em campo contra o Fortaleza (Foto: Icon)

Patati tem sido relacionado para os jogos?

Em razão de toda polêmica, Patati viu a sua presença nos jogos diminuir. Dos três últimos compromissos, contra Operário, Goiás e Mirassol, o atacante não ficou no banco de reservas em dois deles.

A sua última atuação foi como titular na derrota por 3 a 1 para o Novorizontino, em Novo Horizonte, dia 6 de junho.

Vale lembrar que Patati foi o escolhido por Carille para substituir Guilherme, que se recuperava de lesão, em quatro partidas seguidas.

Foto de Bruno Lima

Bruno LimaSetorista

Jornalista pela UniSantos com passagem pelo Jornal A Tribuna de Santos. Já trabalhou na cobertura de jogos da Libertadores e das Eliminatórias Sul-Americanas no Brasil e no Exterior. Na Trivela, é setorista do Santos.
Botão Voltar ao topo