Brasileirão Série B

Falta de foco em momento decisivo custou vaga na Série A para o Guarani

Derrota do Guarani para o lanterna e rebaixado ABC foi o "canto do cisne" de uma campanha ruim nos últimos jogos da Série B

Acabou, não tem mais jeito. O Guarani Futebol Clube deixou escapar qualquer chance de brigar pelo acesso à elite do futebol brasileiro em 2024 ao perder em casa para o lanterna do Campeonato Brasileiro Série B, o ABC, pelo placar de 3 x 2, em jogo dramático e com um roteiro muito doído ao time campineiro. Até a 28ª rodada da competição, o time comandado por Umberto Louzer brigava ponto a ponto com os times da parte de cima da tabela e chegou a tomar a liderança da competição após vitória brilhante diante do Tombense por 3 x 0.

Mas nem mesmo o triunfo frente ao Novorizontino por 2 x 1 na 30ª rodada foi o suficiente para o Guarani manter o foco e conquistar os pontos necessários para conseguir voltar para a Série A. Nas últimas sete partidas, o Bugre jogou quatro vezes em casa, contra Vila Nova, Botafogo-SP, Criciúma e ABC, bastava vencer estes jogos para que o clube já estivesse garantido na elite do futebol brasileiro na próxima temporada. Porém, após o revés para o time potiguar no último domingo, cabe ao time campineiro apenas cumprir tabela diante do Atlético-GO na última rodada da Série B e planejar o ano de 2024 desde já.

Guarani banca permanência de técnico, mas fará reformulação do elenco

Na entrevista coletiva após o encontro frente ao ABC, o CEO do Guarani, Ricardo Moisés, além o técnico Umberto Louzer, não deram maiores explicações em relação às nuances do jogo, que ficou marcado por muitos erros defensivos do Bugre e lamentações pelas chances perdidas. Foram 29 chutes do time campineiro contra oito. Na realidade, o que o comandante técnico e o mandatário do clube deixaram claro é que uma reformulação no elenco do time deve e vai acontecer já nos próximos dias e a derrota para o já rebaixado time potiguar foi um vexame que ficará marcado na cabeça do torcedor bugrino.

“Eu queria pedir desculpas ao nosso torcedor que nos apoiou durante todo o tempo. Estou envergonhado do que a nossa equipe desempenhou nas últimas rodadas. É um momento de reflexão e de assumir a culpa. Vamos iniciar uma reformulação no elenco a partir desta semana”, afirmou o CEO do Guarani.

Ricardo Moisés também deixou claro que não irá demitir o técnico Umberto Louzer do cargo de treinador, haja vista que o trabalho desenvolvido pelo profissional agradou à diretoria. Antes da queda brusca de rendimento, o Guarani chegou a praticar um dos melhores jogos coletivos entre os 20 clubes da Série B, vencendo de forma tranquila o Vitória, que se tornou o campeão da competição este ano, por 2 x 0 e o Sport, time que ainda briga pelo acesso para a Série A em 2024, por 3 x 1, ambas as partidas disputadas no Brinco de Ouro da Princesa.

“O Umberto tem contrato com o Guarani até o fim do Campeonato Paulista. Ele é o nosso treinador e não existem motivos para ter qualquer alteração”, disse Ricardo Moisés.

Queda de rendimento do Guarani nas últimas rodadas trouxe à tona a perda de foco

Um dos pontos mais questionados pela torcida do Guarani e também pela imprensa de Campinas foi o fato dos jogadores do Bugre terem perdido o foco no momento mais importante da temporada. Relatos de renovações de contrato feitas com parte dos atletas de forma antecipada teriam gerado um certo desconforto dentro dos vestiários do Brinco de Ouro da Princesa, fato que culminou com a sequência de sete jogos sem vitórias.

Algumas peças importantes também ficaram de fora, seja por lesão, como no caso do atacante Bruno José, ou por suspensões em momentos cruciais, como a expulsão do zagueiro Lucão na parida diante do Botafogo-SP, quando o Guarani foi derrotado em casa por 1 x 0. Neste sentido, Ricardo Moisés afirmou que a diretoria do Bugre trabalhou para manter o grupo motivado e o momento desta triste perda do acesso pede uma reflexão sobres os erros e acertos cometidos nesta temporada, para que 2024 seja um pouco melhor ao time campineiro.

A diretoria do Guarani foi a que mais trabalhou por esse acesso. A gente iniciou a competição ciente das dificuldades que enfrentaríamos, mas trabalhamos duro para enfrentar e estamos tristes por essa reta final. É um momento de dor, sofrimento e mudanças para enfrentar um novo objetivo: o Campeonato Paulista. Vamos buscar uma classificação às quartas de final e seguir trabalhando de cabeça erguida, afirmou Ricardo Moisés.

Última rodada da Série B promete emoção nas duas pontas da tabela

O Vitória, campeão da Série B em 2023 e o Criciúma, já conquistaram o acesso antecipado à elite do futebol brasileiro, restam agora duas vagas a serem disputadas por seis times na última rodada da competição. O Juventude, 3º colocado com 62 pontos e o Vila Nova, 4º com 61, dependem apenas de si para conseguir alcançar o tão sonhado objetivo de jogar a Série A em 2024. Já Atlético-GO, Novorizontino, Mirassol e Sport, vão depender de um triunfo seus jogos, mais uma combinação de resultados para conseguir o feito.

Na parte debaixo, o cenário é parecido. ABC e Londrina já estão rebaixados para a Série C em 2024, restam então mais duas vagas. Quatro times disputam a sobrevivência na divisão nesta última rodada. A Chapecoense, 18ª colocada e o Tombense 17º dividem os mesmos 37 pontos e precisam vencer seus últimos jogos, além de torcer contra a Ponte Preta, primeiro time fora do Z4 e o Sampaio Corrêa, 15º colocado, que também tem 39 pontos. Vale lembrar que todos os jogos da última rodada do Campeonato Brasileiro Série B acontecem neste sábado (25), às 17h.

Jogos importantes da 38ª rodada da Série B

  • Sport x Sampaio Corrêa – Ilha do Retiro – Recife-PE;
  • Ceará x Juventude – Estádio Presidente Vargas – Fortaleza-CE;
  • Chapecoense x Vitória – Arena Condá – Chapecó-SC;
  • Atlético-GO x Guarani – Estádio Antônio Accioly – Goiânia-GO;
  • Novorizontino x Criciúma – Estádio Jorge Ismael de Biasi – Novo Horizonte-SP;
  • Ponte Preta x CRB – Estádio Moisés Lucarelli – Campinas-SP;
  • Tombense x Mirassol – Estádio Soares de Azevedo – Tombos-MG;

 

 

Foto de Lucas de Souza

Lucas de Souza

Lucas de Souza é jornalista formado pela Universidade São Judas em São Paulo. Possui especialização em Marketing Digital pela Digital House, e passagens pelos sites Futebol na Veia e Futebol Interior.
Botão Voltar ao topo