Brasileirão Série B

Após derrota para o Botafogo-SP, Carille quer sabedoria no Santos para voltar a vencer

Em entrevista coletiva, treinador afirmou que os seus comandados demonstraram entrega e criatividade

O Santos conheceu a sua terceira derrota na Série B do Campeonato Brasileiro. Na noite desta segunda-feira (3), o Peixe foi surpreendido pelo Botafogo-SP, que, com dois golaços, venceu a partida por 2 a 1, no estádio do Café, em Londrina, em confronto válido pela 8ª rodada.

Apesar do resultado, o técnico Fábio Carille viu pontos positivos na atuação alvinegra e usou o tropeço contra o Amazonas, por 1 a 0, para justificar o seu ponto de vista.

Com o resultado contra o Botafogo-SP, o Santos caiu da liderança da Série B para a terceira colocação, com 15 pontos conquistados. O Peixe está atrás de Goiás, primeiro colocado com 17, e Avaí, dono da segunda posição com 16.

A derrota para o Amazonas foi mais frustrante?

Durante a entrevista coletiva no estádio do Café, Carille explicou que, diferentemente do que havia sido apresentado contra o Amazonas, viu entrega e criatividade da sua equipe.

— Sabíamos de tudo isso. A gente trabalha e passa. Diferente do jogo contra o Amazonas, teve atitude, criamos oportunidades. Infelizmente, não fizemos o gol. Penso que precisávamos ter um pouco mais de atenção nos gols tomados. O momento agora é para ter sabedoria. Começar a projetar o outro jogo e voltar a ter vitórias o quanto antes — falou o treinador já querendo colocar fim na sequência negativa de resultado, já são duas partidas seguidas com derrotas.

Faltou motivação para o Santos?

Ainda fazendo comparações com a derrota para o Amazonas, em Manaus, Carille rechaçou qualquer possibilidade de soberba do Santos antes do apito inicial. O Peixe iniciou o confronto podendo se manter na liderança do campeonato, enquanto o Botafogo-SP era apenas o lanterna da competição.

— Nesse jogo não dá para falar de motivação. A gente finalizou 23 vezes, criamos muitas oportunidades e tivemos três ou quatro bolas na trave. Faltou um pouco mais de atenção na hora da criação, de errar menos e na hora da marcação, da gente respeitar um pouco mais o Botafogo-SP — acrescentou o técnico.

Revanche contra o Novorizontino?

Na próxima rodada, o Santos irá encarar o Novorizontino, em Novo Horizonte. Dentro da sua bela campanha no Campeonato Paulista, quando foi semifinalista, a equipe do interior venceu o Peixe na Vila Belmiro. E isso, naturalmente, já traz uma preocupação para o Carille, que não quer ver o seu time correr o risco de sair do G-4.

— A gente trata todo jogo como decisão. Se queremos nossos objetivos, tem que ser assim. O Novorizontino fez um grande Campeonato Paulista. Não começou tão bem a Série B porque perdeu jogadores importantes, mas é uma equipe que por um ponto não subiu no ano passado. Uma equipe bem montada. O Eduardo Baptista faz um belo trabalho por lá. A gente aqui, com sabedoria, começa a ver o que é melhor para o Santos a partir desta terça-feira (4) para buscar a vitória em Novo Horizonte — declarou o treinador.

Já pensando no próximo compromisso, o elenco alvinegro irá fazer as suas duas próximas atividades em Londrina. Na quarta-feira (5) à tarde, o Santos viaja para Catanduva, onde dará continuidade aos treinamentos antes do duelo em Novo Horizonte.

Foto de Bruno Lima

Bruno Lima

Jornalista pela UniSantos com passagem pelo Jornal A Tribuna de Santos. Já trabalhou na cobertura de jogos da Libertadores e das Eliminatórias Sul-Americanas no Brasil e no Exterior. Na Trivela, é setorista do Santos.
Botão Voltar ao topo