Brasil

Já adaptado, reforço se impressiona com estrutura do São Paulo e pode estrear direto na fogueira

André Silva será inscrito pelo São Paulo no Paulistão e tem chances de já ser titular em jogo decisivo na estreia

Já passava dos 52 minutos do segundo tempo quando Lucas Moura converteu o pênalti que deu ao São Paulo a vitória por 3 a 2 sobre o Ituano, no último domingo (10), e a vaga nas quartas de final do Campeonato Paulista. Um gol que trouxe alívio a todos os tricolores nas arquibancadas e à beira do campo do Estádio Novelli Júnior. Mas especialmente, a um são-paulino que assistia à partida e comemorava o resultado a quilômetros de distância de Itu.

André Silva era, talvez, o maior interessado na classificação do São Paulo à próxima fase do estadual. Agora, o reforço já pode ser inscrito pelo clube na competição e, consequentemente, fazer a sua estreia já “na fogueira” contra o Novorizontino, no duelo em jogo único das quartas de final. Resta à diretoria definir quem deixará a lista de jogadores aptos a disputar o Paulistão para a entrada do atacante. Condição física para atuar, ele já tem. O centroavante estava em meio de temporada na Europa e era o artilheiro do Vitória de Guimarães em Portugal.

Conforme apurado pela Trivela, André Silva se sentiu abraçado pelo elenco são-paulino e pelo técnico Thiago Carpini em sua chegada ao clube. O relato é de que Lucas Moura abriu as portas para receber o reforço e já o integrou de imediato ao grupo. O atacante também se impressionou com a estrutura de trabalhos no CT da Barra Funda e demonstra empolgação com a oportunidade no dia a dia de trabalhos. Em paralelo à adaptação já adiantada ao ambiente do São Paulo, o reforço ainda resolve algumas questões pessoais e familiares, além da mudança para o Brasil.

Calleri sente “estalo no joelho” e pode abrir espaço para André

A inscrição de André Silva no Campeonato Paulista ganha ainda mais importância para o São Paulo devido à situação de Calleri. O centroavante sentiu um estalo no joelho direito ainda no primeiro tempo da partida contra o Ituano e acabou substituído no intervalo. O clube ainda não divulgou se o camisa 9 tem uma lesão mais séria.

— O Calleri vai passar por exame amanhã. Não sei dizer. Ele sentiu um estalo no joelho. Vamos esperar até amanhã. Deve ter um posicionamento sobre o Calleri — afirmou o técnico Thiago Carpini na entrevista coletiva após a vitória por 3 a 2 sobre o Ituano.

Reforço chega para fazer sombra a Calleri, mas com estilo próprio

O fato é que André chegou ao São Paulo justamente para isso: ser uma alternativa na posição de centroavante quando o titular não puder atuar. Mas o reforço fez um alerta assim que recebeu a camisa 17 das mãos do presidente Julio Casares, em sua apresentação na última quarta-feira (6). O atacante diz ter característica diferente para exercer a função na referência do ataque.

— Calleri é um centroavante de muita qualidade. É um cara que admiro. Somos de características diferentes. Sou um cara que gosta de procurar jogo, fazer movimentos de profundidade. Isso traz mais armas para aquilo que o Carpini vai precisar. Esse comportamento foi trabalhado (De ser mais frio). Portugal me deu essa bagagem. Dentro do campo, gosto de observar. Foi algo que adquiri dentro desse campo. Sou desse jeito em campo, um pouco mais frio — disse o reforço em sua coletiva de apresentação.

André Silva escolheu jogar no São Paulo

O desejo do atleta pesou — e muito — para a negociação dar certo, e André Silva admitiu isso durante a entrevista coletiva. Antes do acordo ser fechado, o Vasco também entrou na briga pela contratação. O jogador já tinha conversas adiantadas com o São Paulo quando o clube carioca surgiu como concorrente nas negociações. O Cruz-Maltino inclusive chegou a apresentar proposta de compra ao Vitória de Guimarães. E foi aí que a vontade de André Silva prevaleceu e falou mais alto.

Conforme apurado pela Trivela, o atacante prefere defender o Tricolor pelo desejo de disputar a Libertadores nesta temporada. Além disso, o brasileiro tem o sonho de atuar em São Paulo, seu estado natal. Ele é natural de Taboão da Serra, no interior paulista.

— Tive outros convites, mas desde o início que eu soube o interesse do Sâo Paulo, era o clube que sinalizei que eu tinha interesse de vir. Estou muito feliz de estar aqui. Eu passei sete anos e meio em Portugal. Sempre me preparando para voltar a meu país. Era um sonho de jogar o Campeonato Brasileiro, além de vestir a camisa do São Paulo. Eu chego com bastante gana para fazer o projeto dar certo — explica André Silva.

O Tricolor pagará 3,5 milhões de euros (R$ 19 milhões) ao Vitória de Guimarães pela contratação do atacante. Este valor será parcelado pelo clube. André Silva assinou contrato com o São Paulo por quatro temporadas. Ele é o quinto reforço contratado pelo Tricolor em 2024.

São Paulo enfrentará o Novorizontino nas quartas

O São Paulo avançou às quartas de final na liderança do Grupo D, com 22 pontos – mesma pontuação do Novorizontino, segundo colocado devido à diferença no saldo de gols. As duas equipes agora se enfrentam em jogo único pelas quartas de final no MorumBIS. O Tricolor fechou a fase de grupos com a terceira melhor campanha geral, atrás apenas de Palmeiras, primeiro colocado, e Santos, que ficou em segundo.

Foto de Eduardo Deconto

Eduardo Deconto

Eduardo Deconto nasceu em Porto Alegre (RS) e se formou em Jornalismo na PUCRS. Antes de escrever para a Trivela, passou por ge.globo e RBS TV.
Botão Voltar ao topo