Brasil

Rodrigo Caetano descarta Scarpa no Atlético-MG e fala sobre Paulinho sair: ‘Se vier proposta boa…’

Diretor de futebol do Atlético-MG, Rodrigo Caetano concedeu entrevista coletiva na tarde desta terça-feira (18), ao lado de Sérgio Coelho, presidente do clube

O diretor de futebol do Atlético-MG, Rodrigo Caetano, concedeu entrevista coletiva na tarde desta segunda-feira (18), na sede do clube, no bairro de Lourdes, em Belo Horizonte. Ao lado dele esteve o presidente reeleito do Galo, Sérgio Coelho, e o diretor de comunicação atleticano, André Lamounier. O encontro foi motivado pela necessidade do clube mineiro apresentar um balanço dos três anos do primeiro mandato de Coelho, que se encerra neste final de 2023.

Após uma apresentação deste balanço, comandada por Lamounier, Sérgio Coelho e Rodrigo Caetano abriram a coletiva exaltando o trabalho executado pela diretoria alvinegra no período. Passadas as formalidades, os jornalistas puderam levantar questionamentos, em especial dedicados ao planejamento do clube para 2024.

Entre os pontos abordados por Caetano, se destaca a confiança na permanência de Paulinho e Hulk, dupla letal que, ao todo, somou 61 gols no ano, sendo a melhor parceria da história do Atlético-MG em uma única temporada. Especulou-se que a dupla poderia deixar o clube após o encerramento da temporada, o primeiro rumo ao futebol europeu, já que se valorizou tremendamente após conquistar a artilharia do Brasileirão, e o segundo por um possível desgaste do futebol brasileiro, abordado por ele em algumas ocasiões.

Paulinho vai sair do Atlético-MG?

Sobre Paulinho, Rodrigo Caetano afirmou que ninguém no clube pensa em perder o jogador. Que ele tem contrato e está feliz na Cidade do Galo. Disse que não recebeu propostas pelo camisa 10 e que o mercado de janeiro costuma ser menos movimentado na Europa, mas que irá analisar uma proposta “inegociável” que eventualmente venha a surgir no meio de 2024.

— Preparado para se vier uma proposta perder o Paulinho? Acho que ninguém está. Foi um dos grandes (da temporada). Nossa equipe encontrou uma forma de jogar, e penso que o futebol sempre foi feito de grandes duplas. Essa dupla de Hulk e Paulinho será lembrada, independentemente do que vier a acontecer em 2024, pelo tanto de gols e assistências que um deu para o outro — exaltou Caetano.

— O que eu posso afirmar é que nós não tivemos nenhuma proposta nesse momento. A gente sabe que a janela europeia de janeiro não é a mais favorável para as transações. Agora, te falar que lá no meio do ano que vem, se vier uma proposta irrecusável… É dessa forma que a gente tem que tratar, porque é um jogador de altíssimo nível, jovem, de Seleção Brasileira e artilheiro do Campeonato Brasileiro. Com esse cartão de visitas, acho que o clube vai avaliar uma proposta que seja realmente irrecusável e o tanto quanto ele vale. Até agora, não tivemos — argumentou o executivo.

Até mesmo a família de Paulinho, que tem boa relação com o clube, é uma carta na manga do Atlético-MG para manter o jogador em Belo Horizonte.

— Ninguém está pensando aqui em perder o Paulinho. Temos ótima relação com o agente do atleta, com o atleta, que está feliz, com sua família… Teve um ano espetacular. Esperamos contar com ele para a Libertadores também — afirmou Rodrigo Caetano.

E Hulk, fica no Galo?

Sobre Hulk, Rodrigo Caetano se mostrou ainda mais confiante. Segundo ele, o jogador tem uma relação diferente com o Atlético-MG e cogitou até mesmo que o camisa 7 “nunca saia do clube”, ganhando um cargo extracampo após sua aposentadoria.

— Eu creio que sim (segue no Atlético-MG), não só por ter contrato. Hulk tem uma identificação que transcende apenas um contrato. Ele é uma grande figura. Da nossa parte, o Hulk sai daqui de bengala. Ou nem sai! Amanhã ou depois, está dentro do clube, de alguma situação (em função extracampo) — projetou Caetano.

— Não vejo por onde ele se desvincular do Galo. É o clube em que ele mais jogou, um dos em que mais conquistou títulos. Ele está feliz, vai ser pai de novo. A gente está feliz com ele. Não faz sentido. Se pudermos estender cada vez mais para ele ir ficando, certamente assim o faremos — argumentou o diretor de futebol.

O Galo ainda está na briga por Gustavo Scarpa?

Rodrigo Caetano se mostrou bastante pessimista em relação a Gustavo Scarpa, do Nottingham Forest, da Inglaterra, que esteve na pauta do clube há algumas semanas. Segundo ele, o jogador chamou a atenção de outros clubes, o que criou uma maior concorrência por seu passe.

— É muito difícil quando entram concorrentes com maior poder aquisitivo a gente seguir. Eu não vou entrar nessa expectativa. O Galo não entra em nenhum tipo de leilão, porque não tem condição — explicou Rodrigo.

Ele apontou que pelo Atlético-MG não possui grande poderio econômico, a chance do clube de fazer grandes negócios é “chegando antes da concorrência”, dando como exemplo a negociação com o atacante Paulinho, que já estava apalavrado com o Galo antes da possibilidade de assinar um pré-contrato com outro clube.

Foto de Alecsander Heinrick

Alecsander Heinrick

Jornalista pela PUC-MG, passou por Esporte News Mundo e Hoje em Dia, antes de chegar a Trivela. Cobriu Copa do Mundo e está na cobertura do Atlético-MG desde 2020.
Botão Voltar ao topo