Brasil

CBF avança em conversas com Rodrigo Caetano e espera anunciar em breve novo diretor da Seleção

Ednaldo Rodrigues tem conversas avançadas para contratar diretor para a seleção brasileira

Assim que recebeu o convite do presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues, para assumir o comando da Seleção, Dorival Júnior fez algumas exigências para garantir estabilidade no cargo. Uma delas era montar uma estrutura de organização mais profissional para o dia a dia da seleção brasileira, com a contratação de dirigentes profissionais. E a entidade está muito perto de atender a este pedido do treinador.

A CBF tem conversas avançadas com Rodrigo Caetano, hoje executivo do Atlético-MG, para assumir como diretor da Seleção. Conforme apuração da Trivela, o dirigente deu sinalização positiva a Ednaldo Rodrigues para o cargo, mas ainda não aceitou oficialmente a proposta apresentada pela entidade. As negociações ainda estão ocorrendo, com expectativa de uma definição ao longo da próxima semana. Internamente e extraoficialmente, fontes da entidade já dão como certa a contratação – que ainda não está fechada.

Caso a negociação seja de fato concretizada, Caetano será o responsável por coordenar todas as seleções – tanto a principal masculina, quanto as de base. O executivo será o responsável pelas relações da entidade com os clubes e também por resolver questões institucionais e de dia a dia da Seleção. Tudo, em sintonia com Dorival Júnior. A presença do técnico, aliás, foi essencial para a escolha do executivo do Galo como favorito para o cargo.

Dorival e Ednaldo trabalharam em sintonia para definir quem será o coordenador da Seleção. Este processo, em si, já é uma amostra de que o presidente está disposto a descentralizar o comando – outra exigência feita pelo treinador. O cargo estava vago desde a saída de Juninho Paulista, em janeiro de 2023. O mandatário acumulou funções e tentou trabalhar como se fosse um vice-presidente de futebol de um clube ao longo do ano passado. Mas isso sobrecarregou o antigo treinador, Fernando Diniz, e o deixou exposto.

Em entrevista recente ao programa CNN Esportes, em janeiro, Rodrigo Caetano admitiu que tinha uma boa relação com Ednaldo Rodrigues desde antes de ele assumir a presidência da CBF. Ele revelou o desejo de servir à Seleção, mas negou que houvesse recebido qualquer convite formal da entidade à época.

– Não posso negar que sempre tive uma boa relação com o presidente Ednaldo desde antes dele chegar na CBF. Posso te afirmar que não tive nenhum convite oficial, pelo menos até esse momento. Me sinto extremamente honrado, pois isso não partiu de mim, então em algum momento pessoas falaram dessa possibilidade. Mas só poderia responder se um dia eu tivesse esse convite, que não tenho. Todo profissional almeja estar servindo a Seleção Brasileira. Vai muito além de um convite, mas eu não recebi ainda — garantiu Rodrigo.

Dorival e Ednaldo trabalharam juntos para definir diretor da Seleção (Staff Images/Divulgação CBF)

Rodrigo Caetano assumiu como executivo do Atlético-MG em janeiro de 2021. Ele chegou após a saída de Alexandre Mattos, que permaneceu por apenas dez meses no clube mineiro. Pelo Galo, o dirigente conquistou os três Campeonatos Mineiros que o clube disputou (2021, 2022, 2023) e ainda foi campeão do Brasileirão e da Copa do Brasil de 2021 e da Supercopa do Brasil em 2022.

Taffarel volta à Seleção

Além da contratação de um novo dirigente, a CBF já definiu a comissão técnica de Dorival Júnior. A grande novidade é o retorno de Taffarel ao cargo de preparador de goleiros. O goleiro do Tetra ocupou este posto durante a era Tite. Com a volta dele, Marquinhos passa a ser o auxiliar da preparação de goleiros.

A comissão técnica de Dorival na Seleção:

  • Lucas Silvestre – Auxiliar
  • Pedro Sotero – Auxiliar
  • Celso Rezende – Preparador físico
  • Taffarel – Preparador de goleiros
  • Marquinhos – Auxiliar Preparação de goleiros
  • Thomas Koerich – Analista de desempenho
  • Guilherme Passos – Fisiologista

Quando será a estreia de Dorival?

Dorival Júnior já tem em vista a sua estreia pela Seleção. O Brasil volta a jogar em 23 de março, quando enfrenta a Inglaterra em um amistoso em Wembley, em Londres. Está previsto ainda outro duelo com a Espanha, no Santiago Bernabéu, em 26 de março. Mas até agora, esta partida não foi oficializada pela CBF. Esta será a última Data Fifa antes da disputa da Copa América, em junho.

O Brasil está no Grupo D da competição e estreia no dia 21 de junho, contra Costa Rica ou Honduras, no SoFi Stadium, em Inglewood, próximo a Los Angeles na Califórina. Colômbia e Paraguai são as outras seleções da chave.

Foto de Eduardo Deconto

Eduardo DecontoSetorista

Jornalista pela PUCRS, é setorista de Seleção e do São Paulo na Trivela desde 2023. Antes disso, trabalhou por uma década no Grupo RBS. Foi repórter do ge.globo por seis anos e do Esporte da RBS TV, por dois. Não acredite no hype.
Foto de Alecsander Heinrick

Alecsander HeinrickSetorista

Jornalista pela PUC-MG, passou por Esporte News Mundo e Hoje em Dia, antes de chegar a Trivela. Cobriu Copa do Mundo e está na cobertura do Atlético-MG desde 2020.
Botão Voltar ao topo