Brasil

De Beraldo a Nestor: os Made in Cotia resolveram para o São Paulo em ano de poucas caras novas

São Paulo vê jogadores revelados nas categorias de base virarem protagonistas, mas lança poucos garotos em 2023

A bola mal havia saído de seu pé esquerdo em um potente e indefensável chute de primeira, e Rodrigo Nestor já corria inabalado e às lágrimas pelo gramado do Morumbi. Nenhum momento em 2023 pode ser tão emblemático quanto o do gol do título inédito da Copa do Brasil para mostrar que os Made in Cotia foram protagonistas sempre que o São Paulo teve motivos a comemorar ao longo da temporada.

Não é exagero. Se o Tricolor hoje se permite festejar um ano histórico, muito é por conta do papel decisivo de alguns garotos revelados ali mesmo em suas categorias de base. Ao soterrar as críticas e até algumas ameaças para virar herói de toda uma nação, Nestor, aos 23 anos, também fez renascer o orgulho um tanto adormecido dos são-paulinos por Cotia.

Mas ele não está sozinho nessa. Pois se o meia foi o mais decisivo, Lucas Beraldo foi quem desabrochou como grande joia do Tricolor. Em sua segunda temporada, o zagueiro de 20 anos recém-feitos virou titular absoluto da equipe. E tem tudo para se transformar na maior venda de um atleta da posição na história do futebol brasileiro. Não é à toa que o São Paulo acaba de recusar 18 milhões de euros (R$ 95 milhões) do Zenit, da Rússia, por ele.

Outro dos Made in Cotia mais “experientes” do elenco também brilhou em 2023. Pablo Maia virou a referência que fez o São Paulo jogar ao longo de toda a temporada. Prova disso é que Dorival afirmou que o volante se transformou em um jogador quase insubstituível para o Tricolor neste ano. O meio-campista, Beraldo e o lateral-esquerdo Patryck inclusive receberam convocações para a seleção brasileira sub-23. São eles que abrem caminho para novos garotos, como William Gomes e Negrucci surgirem ainda nesta temporada.

Quem foram os jogadores que o São Paulo buscou na base em 2023?

  • William Gomes – atacante (17 anos)
    Foi promovido por Dorival em uma leva de garotos no fim da temporada e “furou a fila” para ganhar oportunidades no time. Estreou aos 17 anos e fez três partidas. Ele seguirá integrado ao elenco profissional em 2024;
  • Talles Wander – atacante (20 anos)
    Outro atleta integrado por Dorival no final da temporada e que tem boas chances de ser integrado em 2024. O atacante de 20 anos pode ser uma alternativa a Calleri, após fazer sua estreia como profissional;
  • Negrucci – volante (19 anos)
    Após disputar a Copinha deste ano, Negrucci passou a fazer alguns treinos com o profissional a partir da chegada de Dorival no meio do ano. Atuou em apenas uma partida em 2023;
  • Matheus Belém – zagueiro (20 anos)
    Mais um jogador que atou na Copinha deste ano. Em 2023, foi opção de Dorival Júnior diante da escassez de opções na zaga. Atuou em três jogos;
  • Pedro Vilhena – atacante (21 anos)
    O atacante acaba de renovar seu contrato com o São Paulo e deve ser emprestado pelo clube. Ele atuou em uma partida na temporada;
  • Patryck – lateral-esquerdo (20 anos)
    Patryck já fazia parte do elenco no ano passado, mas foi só em 2023 que ganhou mais oportunidades. Atuou em 12 jogos e foi convocado para a seleção sub-23
  • Rodriguinho – meia (19 anos)
    Outro que estreou ainda em 2022, com direito a gol marcado, mas que ganhou mais espaço em 2023. Fez 14 aparições, com uma assistência nesta temporada.
William Gomes ganha pontos com Dorival de olho em 2024 (Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)

Como o São Paulo pode usar a base em 2024?

Em 2023, Dorival Júnior afirmou que foi “forçado” a lançar alguns garotos no time principal antes do que pretendia. Em seu plano “perfeito”, Dorival entende que é preciso primeiro integrar os jovens ao dia a dia de trabalhos e fazê-los entender os conceitos e movimentos da equipe antes de usá-los em partidas. Em 2024, esse mundo ideal pode enfim virar realidade. O treinador terá tempo hábil desde a pré-temporada para inserir os jogadores no dia a dia de trabalhos no CT da Barra Funda. A expectativa, portanto, é de que ele possa, assim, dar chances aos meninos ao menos na disputa do Paulistão.

Foto de Eduardo Deconto

Eduardo Deconto

Eduardo Deconto nasceu em Porto Alegre (RS) e se formou em Jornalismo na PUCRS. Antes de escrever para a Trivela, passou por ge.globo e RBS TV.
Botão Voltar ao topo