Brasil

Titular na Supercopa, Nikão perde a vez e vai para o fim da fila no São Paulo

Após ser surpresa na equipe que conquistou a Supercopa, meio-campista perde espaço no elenco de Thiago Carpini

Não faz nem dois meses, e Nikão entrava em campo como titular do São Paulo em um clássico que valia taça. O meia foi o escolhido para substituir Lucas na equipe que venceu o Palmeiras nos pênaltis em um Mineirão com arquibancadas divididas pelas duas torcidas para conquistar o título da Supercopa do Brasil. A titularidade parecia ser prova definitiva de que o jogador recuperava de vez seu espaço e ganhava sobrevida para ser uma peça importante no elenco após retornar de empréstimo do Cruzeiro.

A escolha pelo Nikão foi pelo que ele tem feito nos treinos. O São Paulo tem uma coisa que eu tenho. Não desistir das pessoas. O Nikão é um atleta do clube. Reencontrou a alegria de jogar futebol – disse o treinador a época.

Desde então, porém, Nikão viveu poucas vezes esta alegria de entrar em campo pelo São Paulo. É verdade que o meia ficou fora das três últimas partidas no Campeonato Paulista devido a uma tendinite de Aquiles bilateral. Mas a lesão foi apenas o empurrão que faltava rumo ao final da fila.

Após ser titular diante do Palmeiras, o meio-campista entrou em campo apenas mais duas vezes na temporada. Ele saiu do banco de reservas na vitória por 3 a 0 sobre o Água Santa e iniciou jogando no empate em 2 a 2 com o Red Bull Bragantino. Em outras quatro oportunidades, foi relacionado por Thiago Carpini, mas não chegou a ser utilizado pelo treinador.

Neste meio-tempo, o meia viu outras opções ganharem espaço com o treinador. São os casos de Ferreira e Erick. Além disso, Lucas Moura voltou de lesão para retomar o seu posto de titular absoluto, enquanto James Rodríguez foi reintegrado ao elenco. Dos jogadores da posição, apenas Galoppo se juntou a Nikão como atleta que perdeu espaço e foi para o fim da fila. Mas o argentino enfrentara também a concorrência dos demais estrangeiros do grupo, devido à limitação prevista no regulamento do Paulistão.

Nikão perdeu espaço reconquistado no início do ano

Quando apareceu como grande surpresa do time titular contra o Palmeiras, Nikão parecia ter conquistado Carpini de vez. Após retornar de empréstimo do Cruzeiro, o meia foi integrado ao elenco do São Paulo ainda sob o comando de Dorival Júnior para iniciar a pré-temporada. Com a mudança no cargo, Carpini chegou já afirmando que pretendia observá-lo em ação. A primeira chance veio no empate em 1 a 1 com o Mirassol. O jogador aprovou sob a avaliação do técnico, que decidiu mantê-lo no elenco.

– Muito importante, assim como o Galopo o Nikão voltando a atuar bem pelo São Paulo. Gostei também da entrada do Nikão, participativo.  Foi outra alternativa boa que nós recuperamos para a sequência do nosso ano – afirmou o treinador na entrevista coletiva após a partida contra o Mirassol.

Nikão deve ficar à disposição para a Libertadores

O jogador agora aproveita o período livre para treinamentos no CT da Barra Funda para retomar os trabalhos com bola ao lado dos demais companheiros. Nikão deve ficar à disposição da equipe para a estreia na Libertadores. Eliminado pelo Novorizontino no Campeonato Paulista, o São Paulo enfrenta o Talleres na próxima quinta-feira (4), às 21h (horário de Brasília), no Estádio Mario Alberto Kempes, em Córdoba, na Argentina. O Tricolor está no Grupo B da competição continental, que tem ainda Cobresal, do Chile, e Barcelona de Guayaquil, do Equador.

 

 

Foto de Eduardo Deconto

Eduardo Deconto

Eduardo Deconto nasceu em Porto Alegre (RS) e se formou em Jornalismo na PUCRS. Antes de escrever para a Trivela, passou por ge.globo e RBS TV.
Botão Voltar ao topo