Brasil

Sem Neris, quem será o zagueiro do Cruzeiro no clássico contra o Atlético-MG?

Titular nos dois primeiros jogos do ano, Neris foi expulso contra o Athletic e abriu uma vaga, pleiteada por Oliveira, João Marcelo, Ruan Santos e Palacios

O primeiro clássico entre Atlético-MG e Cruzeiro de 2024 se aproxima. Os grandes rivais mineiros se enfrentarão neste sábado (3), pela terceira rodada do estadual, às 19h30, na Arena MRV, apenas com atleticanos presentes. Estreante no dérbi mineiro, o treinador argentino Nicolás Larcamón tem problemas para a partida e será obrigado a modificar a equipe que empatou com o Athletic no último fim de semana. Isso porque o zagueiro Neris foi expulso e está suspenso para o próximo desafio da Raposa.

Wesley Gasolina, que marcou um gol e deu uma assistência nos dois primeiros jogos do ano, também recebeu o vermelho na rodada anterior, mas o camisa 2 vinha sendo reserva, entrando no decorrer dos jogos.

Sem poder contar com Neris, titular nas duas primeiras partidas de 2024, Nico Larcamón terá que escolher um novo companheiro para Zé Ivaldo. Quatro nomes estão na disputa pela posição: Lucas Oliveira, João Marcelo, Ruan Santos e Helibelton Palacios. Vejamos como está cada um na briga pela posição.

Lucas Oliveira

Um dos jogadores do elenco que está há mais tempo no Cruzeiro, Lucas Oliveira era titular da Raposa no primeiro semestre de 2023, mas perdeu a posição para o próprio Neris. Depois disso, jogou poucas vezes, tendo entrado em campo pela última vez no dia 18 de novembro, na vitória celeste sobre o Fortaleza, fora de casa, por 1 a 0.

Pensando no que Larcamón valoriza em seus jogadores, o novo camisa 4 da Raposa seria uma boa opção pela sua capacidade de construir jogo com bolas curtas e longas. Além disso, Oliveira conhece Zé Ivaldo de outros tempos. Os dois foram titulares da zaga do Cruzeiro na campanha do título da Série B de 2022, juntamente com Eduardo Brock. O jogador é um dos favoritos para assumir a posição.

João Marcelo

Outro cotado para a posição é João Marcelo, de 23 anos. O defensor é um dos casos que mais intriga no Cruzeiro. Emprestado pelo Porto, de Portugal, o camisa 43 teve pouquíssimas chances com a camisa estrelada, mas quando jogou, agradou muito, em especial na reta final do Brasileirão de 2023. Foram cinco jogos pela Raposa, sendo titular em apenas um deles.

Quando jogou, João Marcelo demonstrou ter ótima saída de bola e muita competência no jogo aéreo. Apesar da pouca idade, teve tranquilidade e não comprometeu. A expectativa era que ele tivesse mais chances em 2024, mas não saiu do banco nos dois primeiros jogos do ano, frustrando aqueles que queriam vê-lo tendo novas oportunidades. A última partida do zagueiro foi no dia 6 de dezembro, pela última rodada do Brasileirão passado.

Ruan Santos

Cria da base do Cruzeiro, Ruan Santos, de 20 anos, foi promovido ao time principal no final de 2023 mas nunca entrou em campo. Espera-se que ele receba oportunidades de mostrar seu valor no Campeonato Mineiro, mas é improvável que seja justamente no clássico. O garoto corre por fora nessa disputa.

Helibelton Palacios

Outro que está na briga pela posição, mas não deve ser o escolhido é o lateral-direito colombiano Helibelton Palacios. Muito criticado pela torcida celeste, o jogador de 30 anos também atua de zagueiro e foi o titular do time na estreia na temporada, ao lado de Neris, contra o Villa Nova. De acordo com Nico Larcamón, a escolha por Palacios se deveu ao fato do atleta ter se dedicado nos treinos e que sua presença servia para passar um recado para o elenco, mostrando aos demais que jogaria quem se entregasse mais durante a semana.

Apesar da ideia de Larcamón, Palacios já havia apresentado muitas dificuldades e isso voltou a acontecer contra o Villa Nova. No jogo seguinte, ele não saiu do banco de reservas. Curiosamente, das quatro opções de Nico para o lugar de Neris, o colombiano é o único que entrou em campo na atual temporada.

Nico Larcamón afirmou, em entrevista coletiva após o empate contra o Athletic, que a definição do escolhido para compor a zaga no clássico aconteceria durante a semana, de acordo com o rendimento dos jogadores no treinamento.

Foto de Maic Costa

Maic Costa

Maic Costa nasceu em Ipatinga, mas se radicou na Região dos Inconfidentes mineiros. Formado em Jornalismo na UFOP, em 2019, passou por Estado de Minas, Superesportes, Esporte News Mundo, Food Service News e Mais Minas. Atualmente, é setorista do Cruzeiro na Trivela.
Botão Voltar ao topo