Brasil

Como a lateral-esquerda se tornou a maior dor de cabeça de Milito no Atlético-MG

Gabriel Milito precisa quebrar a cabeça em toda rodada para escolher quem joga na esquerda - e agora nem opção mais ele tem

Gabriel Milito não para de ter problemas para escalar o time do Atlético-MG devido as várias ausências. A mais nova delas, parece não ter solução: quem jogará na lateral-esquerda? O treinador já era questionado por escalar Gustavo Scarpa por lá, mas agora, nem o meia ele tem mais à disposição.

O Atlético tem o melhor lateral-esquerdo do Brasil atualmente: Guilherme Arana. Não à toa, ele é o titular da seleção brasileira na disputa da Copa América, e por isso não está à disposição de Gabriel Milito.

O problema é que, o reserva dele, Rubens, se lesionou há alguns meses seriamente e também não está disponível. O cria da base atleticana era meia de origem, mas atuou como lateral praticamente desde que subiu ao profissional, inclusive sendo o substituto quando Arana por uma grave lesão que o tirou de campo por quase um ano.

Por conta disso, a única opção de Milito para a posição parecia ser Gustavo Scarpa. E o meia está improvisado na posição desde que Arana foi à Seleção. Mas agora, o jogador foi suspenso ao receber o terceiro cartão amarelo, e o treinador não tem mais quem colocar na lateral no próximo jogo, contra o Atlético-GO.

Agora, com a alegria do resultado do jogo, não pensei. Pensaremos quem joga pelo setor esquerdo. Veremos quem poderá fazer isso da melhor maneira. Tenho tempo para pensar, mas seguramente teremos que improvisar, pois não temos jogadores canhotos. Agora não sei — Milito após a vitória contra o Inter.

Afinal, sobrou alguém para Milito escalar na esquerda?

Sem Arana, Rubens e Scarpa, Milito poderia escalar o jovem Alisson pela esquerda, como fez contra o Vitória, mas, além dessa ideia não ter dado certo, o cria sofreu uma grave lesão e é outra ausência.

Pensando em canhotos, só restaram dois possíveis: Palacios e Pedrinho. Os dois atuam majoritariamente pela direita, e pouco contribuem defensivamente, já que são jogadores bem mais ofensivos.

Caso um deles seja escolhido para atuar pelo lado esquerdo, é bem provável que Milito os coloque como alas e escale outro jogador mais defensivo. Nesse caso, a opção deve ser por Rômulo, zagueiro também da base que fez o gol da vitória contra o Inter, mesmo que ele não seja canhoto.

A forma mais esperada que o Milito pode escalar o Atlético (ShareMyTatics)

Apesar dos questionamentos, Scarpa era, de fato, a melhor opção

Milito foi questionado em algumas coletivas seguidas, e pela torcida também nas redes sociais e no estádio, o motivo de tirar Scarpa do lado direito do campo, onde ele rende melhor, para improvisá-lo na esquerda.

Na última vez, ele respondeu com uma nova pergunta aos jornalistas: “quem joga na esquerda?”. O treinador concordou com todos que o melhor lugar para Scarpa jogar é na direita, mas, no momento, ele também é a melhor (e única) opção para fazer a esquerda.

— Vocês me perguntam sobre o Scarpa pela direita, a Massa pede isso, e eu estou de acordo com isso, ele faz a diferença por lá. Não sou louco, maluco de falar que Scarpa não joga mais pela direita. Eu gosto mais dele por lá. Mas, quem joga na esquerda? — questionou o treinador.

A ausência de Scarpa contra o Atlético-GO, muito provavelmente, provará que Milito estava certo ao citar que a melhor opção para a lateral-esquerda era o meia. Mesmo que o Galo vença, a ausência de alguém como Scarpa, principalmente defensivamente, é impossível de substituir dentre os que o treinador argentino tem à disposição no momento.

Foto de Alecsander Heinrick

Alecsander HeinrickSetorista

Jornalista pela PUC-MG, passou por Esporte News Mundo e Hoje em Dia, antes de chegar a Trivela. Cobriu Copa do Mundo e está na cobertura do Atlético-MG desde 2020.
Botão Voltar ao topo