Lado B de Brasil

Série C viveu um sábado de drama: gol contra, aos 42 minutos, garantiu o acesso do Londrina

A Série C teve um sábado dramático na última rodada da segunda fase. A rodada que definiu o Grupo D da competição teve gol contra, depois de falha do goleiro, aos 42 minutos do segundo tempo para definir, como diria Galvão Bueno, quem é que sobe. O gol contra marcado por Gilberto Alemão, foi o da vitória do Tubarão contra o Remo em pleno Mangueirão, em Belém, por 1 a 0. Com isso, o Londrina ficou com o segundo lugar e volta à Série B, no ano seguinte ao rebaixamento.

LEIA TAMBÉM: O Remo venceu o Re-Pa estratosférico e terminou a noite nas nuvens: depois de 14 anos penosos, enfim volta à Série B

Como o Remo já tinha conseguido o acesso na rodada anterior, os outros três times brigavam pelo acesso: Londrina, Ypiranga e Paysandu. Os gaúchos venceram em Erechim, com um gol no segundo tempo, mas como o Londrina também venceu em Belém, ficou com a vaga, com nove pontos, contra sete do Ypiranga e Paysandu. O Remo, com 10, avança à final da competição como líder da chave.

A missão do Tubarão era complicada. Precisava vencer o líder do grupo fora de casa para garantir a classificação. O saldo de gols ainda ajudaria, em caso de empate, a depender do resultado do outro jogo. Só que veio a vitória, dramática, chorada e sofrida, que permitiu que o time do norte paranaense retorne à segunda divisão.

O Londrina foi rebaixado em 2019 como 17º colocado na Série B, junto com São Bento, Criciúma e Vila Nova. Nenhum dos outros times que caíram conseguiu retornar já nesta temporada. Para o Londrina, é um ganho esportivo e financeiro: a Série B rende mais dinheiro ao clube, que tentará voltar a ser um clube que briga pelo acesso, não um que é rebaixado. A missão é dura, porque a Série B tem um nível mais alto de competitividade.

Campanha de altos e baixos acaba em acesso

O desempenho do Londrina ao longo da Série C variou demais. O início foi promissor, com o time sendo muito forte em casa, no Estádio do Café. Fora de casa, porém, a equipe ia mal e ganhou muito pouco. Apesar da diferença entre jogar dentro ou fora do seu estádio, o Londrina conseguiu a classificação em terceiro lugar no Grupo B, atrás do Ypiranga e do Ituano. O Brusque, quarto colocado, também se classificou ao quadrangular final.

A força no Estádio do Café não se manteve na segunda fase. O time empatou com o Remo, mas compensou com uma vitória sobre o Ypiranga fora de casa. Na primeira visita a Belém, contra o Paysandu, o Londrina foi derrotado. Em casa, o time ainda empatou com Paysandu e Ypiranga, perdendo a chance de subir com mais tranquilidade.

O empate diante do Ypiranga, aliás, fez com a diretoria demitisse o técnico Alemão, que estava afastado por Covid-19. O ex-auxiliar e treinador da base do clube, Silvinho, assumiu o time para a rodada final. O desempenho em campo contra Remo não foi grande coisa, mas foi o bastante para sair com uma vitória fundamental ao time.

Entre os nomes da campanha, destaque para o meia Adenílson, o camisa 10, que foi um dos principais jogadores ao longo da temporada. Ele foi também o artilheiro do time, com seis gols, além de três assistências. O time agora entra de férias, e só volta a jogar pelo Campeonato Paranaense, com o primeiro jogo marcado para 28 de fevereiro.

A tristeza para os torcedores é não poder celebrar nas ruas de Londrina e no Estádio do Café o acesso, depois de um ano difícil. A pandemia não permite que haja aglomeração. De qualquer forma, os torcedores podem comemorar um retorno que é fundamental ao clube. O trabalho para a Série B precisa começar já para não correr o risco de cair novamente na próxima temporada.

Ficha técnica

Gol de Remo 0x1 Londrina:

Gol de Ypiranga-RS 1×0 Ypiranga

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo