Lado B de Brasil

Série C define os grupos da segunda fase, que indicarão os quatro promovidos à segundona

Enquanto o Grupo C tem clubes mais tradicionais, o Grupo D guardará dois acessos inéditos

O final de semana guardou a definição da fase de classificação da Série C do Campeonato Brasileiro. De quebra, foram conhecidos os dois quadrangulares da segunda etapa, que concluirão os acessos na terceirona nacional. No Grupo C, Paysandu e Botafogo da Paraíba serão desafiados por Ituano e Criciúma. Já no Grupo D, Novorizontino e Ypiranga de Erechim pegam Tombense e Manaus. Apenas os dois primeiros colocados de cada chave subirão para a segundona em 2022.

O Grupo A, com os clubes mais ao norte do mapa, contou com uma indefinição maior. O grupo dos quatro classificados se completou neste final de semana, com o Paysandu tomando a liderança. O Papão fez sua parte ao derrotar o Manaus por 2 a 0, em revés que pelo menos não custou a vaga na próxima fase aos amazonenses. A Tombense perdeu para o Volta Redonda, mas ainda assim avançou na segunda colocação. Já o Botafogo da Paraíba tomou a terceira posição, ao empatar com o já rebaixado Santa Cruz. O Jacuipense também caiu, sem conseguir ultrapassar o Floresta, mesmo com a vitória sobre o Altos nesta rodada.

Recém-promovido da Série D, o Novorizontino foi o destaque no Grupo B. O Tigre sobrou na chave e terminou na liderança, com 39 pontos. O Ituano, segundo colocado, ficou seis pontos atrás. Mais abaixo, a disputa foi mais apertada, embora Ypiranga de Erechim e Criciúma tivessem carimbado a classificação também com antecedência. Nem mesmo os rebaixamentos foram conhecidos na rodada final, com Paraná e Oeste morrendo abraçados, apesar da goleada dos paranaenses sobre os paulistas neste sábado.

O Grupo C da próxima fase reúne os times mais acostumados à Série B. O Paysandu soma 18 participações no segundo nível, a última delas em 2018. O Criciúma, por sua vez, jogou a segundona 24 vezes e esteve por lá até 2019. O Ituano, com quatro participações, não joga a Série B desde 2007. Já o Botafogo é quem está mais tempo ausente, sem figurar na segunda divisão desde 1989, com cinco aparições.

O Grupo D, por sua vez, guardará dois acessos inéditos. Todos os quatro participantes nunca jogaram a Série B. O Novorizontino estreia em sua atual encarnação na terceirona, embora o antigo Novorizontino tenha até mesmo conquistado a Série C em 1994. O Manaus está em sua segunda aparição na terceira divisão. Tombense e Ypiranga têm mais rodagem no terceiro nível, com campanhas consecutivas desde 2014 e 2015, respectivamente.

Os quatro times de cada grupo se enfrentam jogos de ida e volta. A rodada final da segunda fase acontecerá em 7 de novembro. Vale lembrar que os vencedores de cada chave ainda avançam à decisão, que coroará o campeão do torneio.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo