Lado B de Brasil

Floresta amplia o inferno do América de Natal e arranca classificação e acesso à Série C

Em um dos duelos da Série D que o favorito era mais claro, o Floresta surpreendeu, eliminou o América de Natal e conquistou o acesso à Série C e vai à semifinal. É uma virada no ano do Lobo, apelido do clube. Depois de ser rebaixado no Campeonato Cearense em 2020, conquistar o acesso seria o único caminho para ter calendário nacional em 2021. Foi o que o clube conseguiu, superando um dos maiores clubes do Nordeste, que vive uma fase difícil.

O time cearense se torna o terceiro do estado a conquistar o acesso à terceira divisão nacional, depois do Guarany de Sobral, em 2010, e do Ferroviário, em 2018. Os dois foram campeões nos anos que subiram, um feito que o Floresta tentará repetir. Em 2019, o Floresta ficou perto do acesso, mas acabou sendo eliminado pelo Jacuipense, da Bahia, e ficou pelo caminho.

LEIA TAMBÉM:
Novorizontino faz campanha histórica e sobe para a Série C depois de 10 anos da sua fundação
O Mirassol provou que o Paulistão histórico não foi acaso e conquistou o acesso na Série D com uma grande campanha

Décadas atuando apenas na base

Embora tenha sido fundado em 1954, o Floresta Esporte Clube não era um clube que disputava os campeonatos profissionais do estado. Como bem conta o Verminosos por Futebol, o clube tem uma história ligada à capital cearense e passou seis décadas no amadorismo.

Foi só a partir de 2015 que o clube foi profissionalizado, depois de ser comprado por Sérgio Teixeira, proprietário da Teixeira Tecidos. Na sua primeira temporada, já conseguiu o acesso da terceira para a segunda divisão cearense. Dois anos na segunda divisão e o clube conseguiu o acesso à primeira. Em 2017, conquistou o seu primeiro título, a Copa Fares Lopes, disputada por equipes do estado que não têm calendário nacional, como acontece em outros estados.

Em 2019, o clube disputou pela primeira vez uma edição de Campeonato Brasileiro na Série D, mas não conseguiu o acesso. Depois de passar da primeira fase, eliminou o Moto Club na segunda fase e o Bragantino-PA nas oitavas de final. Nas quartas de final, que é o confronto do acesso, os cearenses perderam para o Jacuipense. Na edição 2020 (que será concluída já em 2021), o clube cearense enfim garante a vaga na terceira divisão nacional, o que garante mais calendário e um pouco mais de recursos.

A trajetória dos dois times

A trajetória do Floresta na Série C começou no Grupo 3 da Série D, justamente com o América de Natal, que terminou como líder. Os potiguares terminaram com 28 pontos, em primeiro, com Salgueiro em segundo com 26 e o Floresta em terceiro com 24. O Globo-RN, fechou o grupo dos classificados, em quarto na chave.

Na segunda fase, o Floresta enfrentou o Itabaiana e conseguiu avançar com uma vitória por 2 a 1 em casa, no Castelão, e depois um empate fora, no Estádio Etelvino Mendonça. Veio então as oitavas de final e o duelo foi contra o Juventude Samas, do Maranhão. Desta vez, o primeiro duelo foi fora de casa, com um empate por 2 a 2 no Pinheirão. Na volta, o Floresta venceu por 2 a 0 e avançou. Foi então que chegou o duelo contra o América de Natal nas quartas de final.

O América, por sua vez, viveu uma trajetória mais tranquila nas fases anteriores. Primeiro, perdeu do Coruripe na segunda fase por 1 a 0 fora de casa, mas goleou em casa por 5 a 0 para se classificar com sobras. Na segunda eliminatória, nas oitavas de final, o duelo foi com o Galvez, do Acre. No jogo de ida, empate por 1 a 1 na Arena Acreana, mas a volta foi um novo passeio: 5 a 1 para os potiguares, que avançaram com tranquilidade.

Até pelas campanhas, o América de Natal era amplo favorito no confronto. Como todo duelo eliminatório que começa igualado, o Floresta conseguiu uma vantagem no primeiro jogo que acabou sendo decisiva. Jogando na Arena Castelão, o Lobo venceu por 2 a 0. Precisaria de um empate, ou mesmo uma derrota por um gol de diferença, para chegar ao acesso.

Aos 43 minutos do primeiro tempo, o América conseguiu sair em vantagem, com Wallace. O time potiguar era dono do jogo e tentava pressionar, mas o que se via era uma boa defesa montada pelo técnico Lestor Júnior. Mesmo assim, Wallace quase conseguiu o segundo, aos 30 minutos do segundo tempo, com uma cabeçada na trave. Seria o gol que igualaria o confronto.

O gol salvador do Floresta veio aos 34 minutos. Em um escanteio, Alisson cabeceou no travessão e Núbio Flávio completou no rebote, igualando a partida em 1 a 1 e praticamente selando a sorte do confronto. O América precisaria de mais dois gols para conseguir levar a decisão aos pênaltis, com pouco mais de 10 minutos de jogo. O desânimo tomou conta e o Floresta arrancou uma classificação histórica.

Calvário do América de Natal

O América de Natal chega ao quarto ano seguido na Série D, sem conseguir o acesso. Em 2017, foi derrotado pelo Juazeirense nas quartas de final; em 2018, para o Imperatriz, ainda na segunda fase; em 2019, o Jacuipense derrotou a equipe nas oitavas de final. Nesta edição 2020, o algoz foi o Floresta, nas quartas de final.

Em busca do título

Com o acesso garantido, o Floresta agora busca a taça, seguindo os passos de Gurany de Sobral e Ferroviário. O adversário na semifinal será o forte Novorizontino, que passou com facilidade pelo Fast nas quartas de final. Os jogos acontecem nos dois próximos fins de semana, com o primeiro jogo no Ceará e o segundo em Novo Horizonte.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo