Brasil

Hernández e Romero voltam a treinar no Botafogo após afastamento por indisciplina

Meias Diego Hernández e Óscar Romero ficaram dez dias treinando separados do elenco do Botafogo após caso de indisciplina

O Botafogo teve duas importantes novidades no treino desta sexta-feira (24). Após dez dias afastados por indisciplina, os meio-campistas Diego Hernández e Óscar Romero voltaram a trabalhar com o elenco do técnico Artur Jorge. Como o clube havia anunciado na última quinta-feira, a dupla foi reintegrada e participou da atividade no Espaço Lonier.

Diego Hernández e Óscar Romero estavam treinando separados do elenco desde o anúncio do afastamento, no dia 23 de maio. Além disso, os dois também ficaram fora dos jogos contra o Univerisario-PER, pela Copa Libertadores, e contra o Vitória, pela Copa do Brasil.

Na manhã desta sexta, Hernández e Romero participaram da reapresentação do elenco depois do triunfo sobre o Vitória, na última quarta-feira, que classificou o time para as oitavas de final da Copa do Brasil. Agora, o grupo se prepara para o confronto contra o Junior Barranquilla-COL, na próxima terça-feira (28), às 19h (horário de Brasília), pela última rodada da fase de grupos da Copa Libertadores. O duelo vale a primeira colocação do Grupo D. O Glorioso já está classificado para as oitavas de final da competição continental.

Relembre o caso de Diego Hernández e Óscar Romero

No começo da última semana, o Botafogo anunciou o afastamento dos meias Diego Hernández e Óscar Romero por “razões disciplinares”. A dupla foi afastada um dia depois da partida contra o Fortaleza, na capital cearense, pelo Campeonato Brasileiro. O clube, no entanto, não entrou em detalhes sobre o motivo da punição. Além do afastamento, os dois foram multados.

“O Botafogo informa que, por razões disciplinares, os atletas Romero e Diego Hernández não vão seguir com a delegação de Fortaleza para Lima, onde o Botafogo enfrenta o Universitario, na quinta (16), pela Conmebol Libertadores. Ambos retornam ao Rio e irão realizar atividades em separado nos próximos dias no CT Lonier”, publicou o Botafogo na última semana.

Segundo o ge, Hernández e Romero teriam sido flagrados por um membro da comissão técnica de Artur Jorge com mulheres no quarto do hotel onde a delegação do Botafogo estava hospedada em Fortaleza. Óscar Romero, no entanto, negou esta informação em entrevista a uma rádio do Paraguai e criticou a decisão da diretoria do Botafogo. Na última quarta-feira, depois do triunfo sobre o Vitória, pela Copa do Brasil, o técnico Artur Jorge afirmou que participou da decisão de afastá-los, mas disse que quem decidiria sobre a reintegração seria a diretoria.

Foto de Gabriel Rodrigues

Gabriel Rodrigues

Gabriel Rodrigues é jornalista formado pela UFF e soma passagens como repórter e editor de Lance!, Esporte News Mundo e Jogada10.
Botão Voltar ao topo