Brasil

Como Tite potencializou Gerson e encontrou o Flamengo ideal no momento certo

Comandante lançou o Coringa em sua posição preferida e ele reencontrou sua melhor versão no Rubro-Negro

Ainda que a atuação diante do Amazonas não tenha sido das melhores, o Flamengo está em momento de crescente na temporada. O Rubro-Negro passou por um período turbulento e ganhou alguma tranquilidade depois de bons jogos. Essa mudança de postura passa pelo retorno de Gerson.

O Coringa passou por uma cirurgia no rim em março e foi desfalque por dois meses. Quando retornou, em abril, não estava em sua melhor forma.

Tite, então, promoveu a entrada do volante na ponta direita, mais próximo do gol, e os resultados foram excelentes. Não era um segredo, mas o comandante se tranquilizou e deu novas asas para que Gerson pudesse voar.

Fase difícil após cirurgia

Gerson voltou aos gramados no dia 14 de abril, em vitória sobre o Atlético Goianiense, depois de dois meses afastado dos gramados por conta da cirurgia. Ele começou vindo do banco, mas ganhou o status de titular diante do Bolívar, em La Paz, no dia 24 de abril.

De lá para cá foram sete partidas, todas com o camisa 8 como titular. E ele oscilou bastante quando escalado como volante.

Preso às funções defensivas, Gerson vinha sendo cada vez mais criticado pela torcida do Flamengo. Foi um dos mais atacados no protesto antes do jogo contra o Corinthians, que mudaria de vez o seu momento no clube.

Nesse período, o atleta se destacou pelo esforço, mas foi pouco eficaz. Só conseguiu uma participação em gol, a assistência para Matias Viña na Bolívia.

Gerson vivia momento difícil no Flamengo depois da cirurgia nos rins (Foto: Ruano Carneiro/Carneiro Images/Sipa USA) – Photo by Icon sport

As cobranças, até aquele momento, faziam sentido. Gerson custava para engrenar nas partidas e, mesmo se desdobrando, parecia estar correndo errado na maioria das partidas. As tomadas de decisão do jogador também eram alvo de críticas, e a pressão só aumentaria até o protesto citado.

Mudança foi fundamental para Gerson

Ninguém esperava uma mudança tão rápida da água para o vinho. Justamente no momento em que vivia maior pressão no Flamengo, Tite preparou uma alteração no time titular que mudaria o seu momento no clube. Com Gerson no ataque, realizando funções na ponta direita, o Rubro-Negro se tornou um time mais perigoso, incisivo, capitaneado pelo seu Coringa.

Chamam o Gerson de coringa, ele é versátil, pode jogar em outras posições. Ele já disse que na base fazia isso, foi criado. Está tudo no chip dele, tem a coordenação dos movimentos, para ser um jogador de flutuação ou mais aberto, de amplitude. Quando você fala sobre um externo que tem capacidade criativa, que tem a qualidade para trazer para dentro, ele trabalha numa zona onde os volantes adversários não conseguem mapear. Quando é um jogador como o Gerson, que tem essa capacidade, se torna mais um num quarteto de meio campo criativo— disse Tite, na coletiva após a vitória sobre o Corinthians.  

Para ter uma ideia do tamanho da virada, Gerson teve mais participações em gol nos três jogos que atuou na ponta direita, contra Corinthians, Bolívar e Amazonas, do que no restante inteiro da temporada. Faz todo o sentido, já que o atleta viveu o melhor momento da carreira jogando assim no Olympique de Marselha, sob a batuta de Jorge Sampaoli.

Gerson como volante

  • 8 jogos
  • 0 gols
  • 1 assistência

Gerson como ponta-direita

  • 3 jogos
  • 1 gol
  • 2 assistências

Tite agradece

Como mencionado, a crescente de Gerson não poderia ter vindo num momento mais interessante para o Flamengo, que estava pressionado pelos resultados ruins na temporada.

Tite ganhou a tranquilidade com as vitórias no Brasileirão e Libertadores, além da classificação às oitavas da Copa do Brasil e, de quebra, ainda parece ter encontrado o time ideal para a sequência de 2024.

Desde que lançou Gerson na ponta direita, Tite mudou pouquíssimo o esquema, apenas com alterações pontuais por lesão ou suspensão. O momento é de confiança, ainda mais com a possibilidade de classificação para as oitavas de final da Libertadores.

O Coringa treinou normalmente na reapresentação do Flamengo e tem tudo para ser relacionado por Tite para o próximo compromisso, que será diante do Millonarios, pela rodada final da fase de grupos da Libertadores. A bola rola a partir das 21h (de Brasília), no Maracanã.

Foto de Guilherme Xavier

Guilherme Xavier

Jornalista formado pela PUC-Rio. Da final da Libertadores a Série A2 do Carioca. Copa do Mundo e Olimpíada na bagagem. Passou por Coluna do Fla e Lance antes de chegar à Trivela, onde apura e escreve sobre o Flamengo desde 2023.
Botão Voltar ao topo