Brasil

Geromel compara campanha do Grêmio com ano do rebaixamento e diz por que está ‘tranquilo’

Capitão e ídolo gremista, que renovou contrato na última semana, concedeu entrevista coletiva no CT Luiz Carvalho, em Porto Alegre

Com mais de uma década no clube, Pedro Geromel já passou por quase tudo no Grêmio.

Até por isso, o zagueiro é um dos mais indicados para falar sobre o momento da equipe, que apesar da vitória sobre o Fluminense, por 1 a 0, no último domingo (30/06), segue na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro.

Em entrevista coletiva na manhã desta terça-feira (2), no CT Presidente Luiz Carvalho, em Porto Alegre, foi pedido a Geromel que ele comparasse a atual situação com 2021, quando o Grêmio foi rebaixado para a Série B.

Remanescente daquela campanha, o ídolo e capitão gremista tratou de tranquilizar a torcida.

2021 foi um ano muito atípico. Foi um ano pós-pandemia. Jogamos a final da Copa do Brasil de 2020 em março de 2021, Gauchão se estendeu até não sei quando… foi um ano todo atropelado. Tivemos muitas mudanças de treinador, e são coisas que não aconteceram este ano. Isso me dá uma certa tranquilidade para que a gente não passe pelo que já passou — afirmou Geromel.

Geromel entende que saída do estado foi determinante para mau início do Grêmio

O zagueiro entende que os transtornos causados pelas enchentes no Rio Grande do Sul impactaram muito no atribulado início do Grêmio no atual Campeonato Brasileiro. Depois de mais de um mês fora do estado, o Tricolor Gaúcho atuou no Centenário, em Caxias do Sul, apenas no último domingo (30)

— Ficamos mais de 40 dias longe de casa, em hotel. Vi meus filhos duas vezes. Uma vez terminou um jogo em Curitiba, peguei um carro, fui para Floripa. Meus filhos estavam aqui, porque tem escola. Foram para Floripa, passamos um dia juntos. Isso não é legal. Quando estamos aqui, jogamos, ganhamos ou perdemos, vou para casa, ali vejo minha família, penso em outra coisa, converso — frisou.

Além disso, Geromel ressaltou a força do Grêmio quando joga em terras gaúchas. Lembrou que, não coincidentemente, as três vitórias do Imortal até aqui no Brasileirão, contra Athletico-PR, Cuiabá e Fluminense, foram no Rio Grande do Sul.

Grêmio no Campeonato Brasileiro 2024

  • 18º colocado, com 10 pontos em 11 jogos
  • 3 vitórias, 1 empate e 7 derrotas
  • 30% de aproveitamento
  • 8 gols feitos e 12 gols sofridos
Geromel com a bola durante o jogo contra o Novo Hamburgo, pelo Campeonato Gaúcho. Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA
Geromel com a bola durante o jogo contra o Novo Hamburgo, pelo Campeonato Gaúcho. Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

Na reta final da carreira, Geromel teve contrato renovado até dezembro

Na última semana, Geromel teve contrato ampliado com o Grêmio por mais seis meses, até dezembro. Aos 38 anos, o zagueiro ainda não crava que esta será sua última temporada, embora saiba que o fim está próximo.

— Este ano estou me sentindo realmente bem para jogar. Claro que sei das minhas limitações, da minha idade, como tudo isso impacta. Não vou jogar todos jogos, mas espero corresponder para estar ajudando sempre o Grêmio. No momento em que sentir que não estou ajudando mais, vou ser o primeiro a parar — garantiu.

Geromel também acredita que o Grêmio seguirá bem sua trajetória quando ele finalmente decidir encerrar a carreira. Principalmente por figuras como Kannemann, seu eterno parceiro de zaga.

— O Grêmio é um clube com mais de 120 anos de existência. O Geromel, o A, B, C vem, vão, e o Grêmio vai continuar existindo. Muitos jogadores já passaram, já continuaram. E tenho muito orgulho de fazer parte dessa história — completou.

Geromel pelo Grêmio

  • 10 anos e dois meses desde a estreia (22/04/2014)
  • 398 jogos
  • 15 gols
  • 14 títulos: Libertadores, Recopa Sul-Americana, Copa do Brasil, Campeonato Gaúcho (7x) e Recopa Gaúcha (4x)
  • 4x Bola de Prata da Placar
  • 3x Melhor zagueiro do Campeonato Brasileiro
Foto de Nícolas Wagner

Nícolas WagnerSetorista

Gaúcho, formado em jornalismo pela PUC-RS e especializado em análise de desempenho e mercado pelo Futebol Interativo. Antes da Trivela, passou pela Rádio Grenal e pela RDC TV. Também é coordenador de conteúdo da Rádio Índio Capilé.
Botão Voltar ao topo