Brasil

Fluminense é o 2º que mais envelheceu com contratações em todo o mundo

Levantamento do CIES de 2019 até hoje aponta clubes que mais contrataram jogadores mais experientes

Após anos apostando em jovens, com contratações baratas e revelações de Xerém, o Fluminense mudou a política de contratações. Campeão da Libertadores em 2023 com maior média de idade na história da competição, o Tricolor dobrou a aposta. A equipe é a segunda que mais envelheceu em contratações em todo o mundo desde 2019.

O levantamento é do Observatório do Futebol, do Centro Internacional de Estudos Esportivos (CIES, na sigla em inglês). Do outro lado da balança está o grupo Red Bull, representado no primeiro e no segundo lugar entre os clubes que mais contratam jovens, com o Salzburg e o Bragantino.

No período de coleta de dados, que começou no meio de 2019, o Fluminense envelheceu suas contratações em 2,95 anos. O Tricolor ficou atrás apenas do Al-Gharafa, do Qatar, que subiu 3,12 pontos na escala.

Em termos de média de idade nas contratações, o Flu saiu de 25,52 anos para 28,47, o que dá ao clube a 13ª maior do mundo. O líder, de novo, é o Al-Gharafa.

Veja o top-15 clubes que contrataram jogadores mais experientes desde julho de 2019

  1. Al-Gharafa (QAT): 30,27
  2. Sport Huancayo (PER): 29,43
  3. Universidad Católica (CHI): 29,19
  4. Deportes Iquique (CHI): 29,10
  5. Chengdu Rongchenh (CHN): 28,96
  6. AEK Larnaca (CHP): 28,89
  7. Youssoufia Berrechid (MAR): 28,70
  8. Shanghai Shenhua (CHN): 28,67
  9. Anorthosis (CHP): 28,67
  10. Cobresal (CHI): 28,64
  11. PAS Lamia (GRE): 28,62
  12. Ulsan Hyundai (COR): 28,55
  13. Fluminense (BRA) 28,47
  14. Pendikspor (TUR): 28,45
  15. Cobreloa (CHI): 28,44

Experientes deram resultado para o Fluminense

Se os anos do levantamento anterior (2014 — 2019) foram ruins para o Fluminense, que conquistou apenas a Copa da Primeira Liga, um torneio regional, no período, no levantamento atual, o Tricolor mudou da água para o vinho. Desde 2019, o Flu trocou a parte de baixo da tabela do Campeonato Brasileiro pela disputa de títulos.

Em 2020, o Fluminense ficou na quinta colocação do Brasileirão, a primeira vez que o clube esteve na parte de cima da tabela desde 2014. De lá para cá, a pior colocação do Tricolor foi o sétimo lugar em 2021 e 2023. Em 2022, o terceiro lugar foi o melhor da série.

Fluminense foi campeão da Libertadores em 2023 e defenderá seu título em 2024 (Foto: Icon sport)
Fluminense foi campeão da Libertadores em 2023 e defenderá seu título em 2024 (Foto: Icon sport)

No período também vieram conquistas marcantes. O Flu quebrou um tabu de 10 anos sem conquistar o Campeonato Carioca em 2022 e faturou também o bi em 2023, mesmo ano em que deu fim à sua maior obsessão: a Copa Libertadores da América. O título inédito no Maracanã trouxe a reboque mais um título internacional: a Recopa Sul-Americana, em 2024. Tudo isso apostando em jogadores experientes.

— Acho uma bobagem, falta de respeito e falta de inteligência. Se desse tudo errado para o Fluminense daqui para frente, estariam errados de largada. Porque fomos campeões da Libertadores com o time com média de idade mais alta entre Libertadores, Champions League, Concacaf… É um presente do futebol brasileiro poder contar com esses jogadores. O nível dos caras é prazer na convivência. O povo, e parte da imprensa, gosta de chacota, like e sorriso fácil e não muito da verdade. Mas isso aqui não entra. Entramos com um trabalho de profundidade. Ninguém vai jogar eternamente, mas se estão aqui eles têm qualidade — ironizou Fernando Diniz após o título da Recopa.

A média de idade de contratações do Fluminense em 2024

Para 2024, o Fluminense dobrou a aposta em jogadores experientes. Dos oito contratados, cinco tem mais de 30 anos: Antônio Carlos (31), Felipe Alves (35), Renato Augusto (36), Douglas Costa (33) e Gabriel Pires (30). Os três outros foram Terans (29), Marquinhos (20) e Lucumí (19).

A média de idade das contratações é de 29,13, mais alta que a média de 28,47 analisada nos últimos anos pelo Observatório do Futebol. Por outro lado, o Flu vê o elenco ser formado por uma mescla entre esses jogadores experientes e revelações de Xerém como André, Martinelli, Alexsander, John Kennedy e outros.

Fluminense não é único brasileiro entre os que mais envelheceram

O levantamento do CIES é focado na contratação de jovens. Assim, portanto, os clubes que mais envelheceram seus elencos estão na parte de baixo da tabela. O Fluminense não é o único brasileiro entre os “mal colocados” na lista.

O Criciúma é o outro citado, após subir sua média de contratações para 2,38 anos a mais (25,70 entre 14/19 e 28,08 de 2019 até agora).

Foto de Caio Blois

Caio Blois

Caio Blois nasceu no Rio de Janeiro (RJ) e se formou em Jornalismo na UFRJ em 2017. É pós-graduado em Comunicação e cursa mestrado em Gestão do Desporto na Universidade de Lisboa. Antes de escrever para Trivela, passou por O Globo, UOL, O Estado de S. Paulo, GE, ESPN Brasil e TNT Sports.
Botão Voltar ao topo