Brasil

Goleada e melhor atuação: Flamengo consolida bom momento fazendo história

O Rubro-Negro venceu o Vasco por 6 a 1, no Maracanã, o quinto triunfo consecutivo na temporada, deixando a oscilação para trás

O Flamengo está nas graças da torcida depois da goleada para cima do Vasco, no último domingo (02), para mais de 62 mil no Maracanã. O resultado elástico só consolida a boa fase da equipe, ainda mais diante da grande atuação de diversas figuras que não vinham bem, como no caso de Arrascaeta. O momento para espantar a oscilação é fundamental.

Os desafios durante a Copa América serão complicados, já que o Flamengo perderá cinco titulares no período. Classificado para as oitavas da Libertadores e da Copa do Brasil, além de líder do Brasileirão, o Rubro-Negro mostra força fazendo história.

Atuação e goleada para a história

O Rubro-Negro já teve boas atuações em 2024, mas, contra o Vasco, conseguiu ser dominante e efetivo. As 30 finalizações apresentaram o maior número do ano, assim como o aproveitamento superior a 50%. Foram apenas 3,86 gols esperados (xG), ou seja, o Flamengo superou as expectativas do mais otimista dos torcedores com os seis gols marcados.

Por mais que tenha concedido primeiro, o Flamengo teve o controle em boa parte dos 90 minutos. Foi a primeira vez, também, que os comandados de Tite souberam combater bem a linha defensiva baixa dos adversários. Se teve problemas contra Amazonas e Palestino, tirou coelhos da cartola no Clássico dos Milhões. Cebolinha foi bem, e Arrascaeta ressurgiu com atuação de gala.

A efetividade, muito celebrada por Cléber Xavier e Matheus Bachi durante a coletiva, se estendeu por várias fases. O Flamengo converteu todas as chances claras que teve na partida e esbanjou precisão no passe de 92%, sendo 85% no terço final, médias superiores as da temporada. A equipe ainda soube aproveitar a vantagem numérica, algo que já assombrou em outros momentos.

A defesa também foi sólida, e Rossi só precisou fazer uma defesa. Muitos viram falha no gol de Vegetti, mas observo um chute muito forte, a queima-roupa. As principais forças ofensivas do Vasco, como Payet, foram totalmente neutralizadas. Em resumo, o Flamengo teve uma atuação praticamente perfeita e mereceu o placar elástico no Maracanã, o segundo maior da história do clássico.

  • Vasco 7 x 0 Flamengo – Campeonato Carioca, 1931
  • Flamengo 6 x 1 Vasco – Campeonato Brasileiro, 2024
  • Flamengo 6 x 2 Vasco – Campeonato Carioca, 1943
  • Flamengo 5 x 1 Vasco – Campeonato Carioca, 1938
  • Vasco 5 x 1 Flamengo – Torneio Municipal, 1945

Boa sequência e liderança

São cinco vitórias consecutivas para o Flamengo. Após ser derrotado pelo Palestino, o resultado que mais agravou a oscilação e, inclusive, gerou protestos na porta do Ninho do Urubu, o Rubro-Negro saiu com os três pontos de todas as partidas. Completará um mês de invencibilidade antes de voltar a campo para enfrentar o Grêmio, no dia 13 de junho, no Maracanã.

Foi justamente essa sequência interessante que garantiu vaga na próxima fase das competições mata-mata e, de quebra, a liderança do Campeonato Brasileiro. O Rubro-Negro está empatado em número de pontos com o Bahia, mas leva vantagem no saldo de gols.

  1. Flamengo – 14 pontos (4 vitórias e +7 de saldo)
  2. Bahia – 14 pontos (4 vitórias e +3 de saldo)
  3. Botafogo – 13 pontos (4 vitórias e +6 de saldo)
  4. São Paulo – 13 pontos (4 vitórias e +6 de saldo)

Copa América dita o ritmo

Resta saber como o Flamengo atacará esse período sem titulares. Varela, Viña, Arrascaeta e De La Cruz foram convocados para representar o Uruguai na Copa América, mesmo caso do chileno Erick Pulgar. São cinco jogadores que estão na base de Tite, ou seja, essa sequência pode pesar um pouco mais para os reservas, especialmente na lateral direita.

Outros três atletas presentes na rotação, sendo dois, soluções diretas para os desfalques, estão entregues ao departamento médico. Para a sorte do Flamengo, a Data Fifa que antecede a Copa América não terá nenhuma partida, ou seja, Tannure e companhia terão tempo para recuperá-los até o próximo compromisso. Ayrton Lucas, Léo Pereira e Allan serão fundamentais.

Se sair com boas pretensões desse momento de desfalques, o Flamengo encara a segunda metade da temporada com excelentes chances.

Foto de Guilherme Xavier

Guilherme Xavier

Jornalista formado pela PUC-Rio. Da final da Libertadores a Série A2 do Carioca. Copa do Mundo e Olimpíada na bagagem. Passou por Coluna do Fla e Lance antes de chegar à Trivela, onde apura e escreve sobre o Flamengo desde 2023.
Botão Voltar ao topo